quinta-feira, 6 de agosto de 2015

POLO AQUÁTICO MASCULINO FAZ SUA MELHOR PARTICIPAÇÃO EM MUNDIAIS


Texto e Foto: CBDA/Divulgação
Kazan/RUS -  Apesar de ter feito uma bela apresentação, a Seleção Brasileira masculina de polo aquático acabou sendo superada pelo Canadá por 10-12 (2:2, 1:1, 3:2, 1:2, e 3:5 nos pênaltis), nesta quinta-feira (6/8), e encerrou em décimo lugar a sua participação no Campeonato Mundial de Kazan. Os gols brasileiros foram assinalados no tempo normal (7-7) por Àdria Delgado (três), Josip Vrilic (dois), Gustavo “Grummy” Guimarães e Felipe Perrone. Converteram os pênaltis: Gustavo Guimarães, Bernardo Gomes e Felipe Perrone.  O resultado foi o melhor dos brasileiros na história na competição,superando o 12º lugar de Madri/1986 e Perth/1998, e completou a bela temporada do Brasil, que conquistou o inédito bronze na SuperFinal da Liga Mundial da FINA, e a prata nos Jogos Pan-Americanos de Toronto.
Como os dois times se conhecem bem, o jogo começou bem equilibrado e o placar de 2-2 no primeiro período foi um reflexo. O Brasil esteve sempre atrás do placar, mas chegou a igualdade com Felipe Perrone e Gustavo Guimarães. O panorama se manteve em seguida com empate em 1-1, sendo o gol brasileiro do centro Vrlic. No terceiro período, a Seleção Brasileira teve pleno domínio, marcou três gols (Àdria, duas vezes, e Vrlic), mas acabou sofrendo um no estouro do cronômetro (3-2). E, no último período, os canadenses venceram por 2 a 1, igualando o marcador (7-7) e forçando as penalidades.
Na disputa decisiva, o Brasil errou uma cobrança com Guilherme Gomes, e o Canadá converteu todos os seus tiros, garantindo a vitória por 3-5 (10-12) no total. Porém a Seleção fez uma exibição convincente e saiu de Kazan com a certeza da evolução. E com planos de fazer bonito e brigar por medalha nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro-2016. O trabalho do técnico Ratko Rudic colocou o Brasil na elite da modalidade.
- Acho que diferente do outro jogo contra o Canadá, o nosso time se portou de maneira mais contundente na marcação. Por alguns erros, não saímos com a vitória. Mas não se deve responsabilizar ninguém. Somos um grupo: ganhamos e perdemos juntos. O importante foi que fizemos a melhor campanha da história, subimos ao pódio em competições importantes, e mostramos que estamos no caminho correto para a Olimpíada do Rio. E que temos condições de manter um jogo em alto nível o tempo inteiro.
O centro Ivez Gonzalez lamentou a partida ter sido definida na “loteria” das penalidades.
- Não considero os pênaltis a maneira mais justa de definir um vencedor. Deveria ainda ter a prorrogação. Queríamos terminar entre os oito melhores, mas não foi possível. Eu acho que fizemos uma ótima partida e poderíamos ter vencido no tempo normal. O Brasil mostrou que tem condições de brigar por uma medalha olímpica. E cada jogo no Mundial serviu de aprendizado e para amadurecer o grupo.
Seleção Brasileira = 1 - Vinícius Antonelli / 2 - Jonas Crivella / 3 - Guilherme Gomes / 4 - Ives Gonzalez / 5 - Paulo Salemi / 6 - Bernardo Gomes (1) / 7 - Ádrian Delgado (3) / 8 - Felipe Silva / 9 - Bernardo Rocha / 10 - Felipe Perrone (2 ) / 11 - Gustavo Guimarães  (2) / 12 - Josip Vrlic (2) . Técnico: Ratko Rudic. Auxiliares: Eduardo Abla e William Morales.

Canadá = 1 - Robin Randall / 2 - Con Kudaba (3) / 3 - Oliver Vikalo / 4 - Nicolas Constantin (2) / 5 - Jusin Boyd (2) / 6 - David Lapins / 7 - Alec Tascherau / 8 - Kevin Grahan / 9 - Matt Halajian / 10 - John Conway (3) / 11 - Geroge Torakis / 12 - Jerry McLeroy (2) / 13 - Dusan Aleksic.  Técnico: Aleksandar Beslin. Auxiliar: Brian Parillo

Arbitragem: Mark Koganov (Azerbaijão) & Viktor Salichenko (Cazaquistão)
Resultados
Dia 27/07
Grupo A: Croácia 12 x 7 Canadá / Brasil 9 x 9 China
Grupo B: Grécia 11 x 10 Itália / EUA 7 x 6 Rússia
Grupo C: África do Sul 10 x 6 Argentina / Hungria 14 x 5 Cazaquistão
Grupo D: Sérvia 11 x 8 Montenegro / Japão 4 x 10 Austrália
Dia 29/07
Grupo A: Canadá 8 x 2 China / Brasil 9 x 10 Croácia
Grupo B: Grécia 11 x 10 Estados Unidos / Rússia 6 x 9 Itália
Grupo C: Cazaquistão 15 x 7 Argentina / África do Sul 4 x 17 Hungria
Grupo D:  Montenegro 5 x 5 Austrália / Sérvia 19 x 9 Japão
Dia 31/07
Grupo A: Croácia 17 x 1 Japão / Brasil 6 x 10 Canadá
Grupo B: Grécia 15 x 11 Rússia / EUA 11 x 9 Itália
Grupo C: África do Sul 3 x 14 Cazaquistão / Hungria 21 x 4 Argentina
Grupo D:  Sérvia 10 x 9 Austrália / Japão 10 x 16 Montenegro
Classificados diretos para as Quartas-de-final: Croácia, Hungria, Sérvia e Grécia
Dia 02/08
Oitavas-de-final: Brasil 3 x 7 EUA / Cazaquistão 8 x 12 Montenegro / África do Sul 1 x 17 Austrália / Canadá 2 x 8 Itália.
Disputa do 13º ao 16º: China 11 x 14 Rússia / Argentina 6 x 14 Japão
Dia 4/8
Disputa do 15º lugar: China 16 x 9 Argentina
Disputa do 13º lugar: Rússia 9 x 13 JapãoDisputa de 9º a 12º lugar: Canadá 9 x 7 Cazaquistão / Brasil 16 x 5 África do SulQuartas-de-final: Croácia 10 x 4 Montenegro / Grécia 12 x 11 Austrália (7 a 7 no tempo normal e 5 a 4 nos penaltis) / Hungria 7 x 8 Itália / Sérvia 12 x 7 EUA.
Dia 6/8
Disputa do 9º lugar: Brasil 10 x 12 Canadá (7 a 7 no tempo normal e 3 x 5 nos pênaltis)
Disputa do 11º lugar: Cazaquistão 11 x 7 África do Sul
Disputa do 5º ao 8º lugar: Montenegro 11 x 8 Austrália / Hungria x EUA
Semifinais: Croácia x Grécia / Itália x Sérvia
Obs: Demais resultados, mais tarde, neste espaço.
Os brasileiros participam do 16º Campeonato Mundial FINA de Esportes Aquáticos com recursos dos Correios - Patrocinador Oficial dos Desportos Aquáticos Brasileiros, e ainda do Bradesco/Lei de Incentivo Fiscal, Lei Agnelo/Piva - Governo Federal - Ministério do Esporte, Speedo, Sadia e Universidade Estácio de Sá.
colaboração de Eduardo Vieira
Grummy - foto: Satiro Sodré
O atacante Gustavo "Grummy" Guimarães demonstrou a sua total confiança na equipe.















COMPARTILHE ESTE POST E CONCORRA A UM KIT NATAÇÃO (TOUCA- SUNGA OU MAIO - ÓCULOS - TOALHA DE BANHO)

Nenhum comentário: