terça-feira, 23 de setembro de 2014

MASTERS PARANÁ CONQUISTA VICE-CAMPEONATO BRASILEIRO DE NATAÇÃO


A equipe de natação Masters Paraná sagrou-se, no último final de semana, vice-campeã na 21ª Copa Brasil Master de Natação. O evento, organizado pela ABMN, aconteceu no Parque Aquático do Complexo Esportivo Costa Cavalcanti, em Foz do Iguaçu, Paraná e teve a presença de 279 atletas de 44 equipes brasileiras. A competição que aconteceu no sábado (20) e domingo (21) foi muito disputada e teve 37 quebras de recorde sendo uma mundial, 18 sul-americanas e 18 brasileiras. A equipe de natação Masters Paraná somou 1.434 pontos e conquistou 87 medalhas. Foram 31 de ouro, 17 de prata, 13 de bronze e 26 do 4º ao 10º lugar. O nadador Francismar Siviero conquistou 3 medalhas: prata nos 200 metros peito, bronze no revezamento 4x50 medley misto e 4º lugar nos 50 m peito. Para Célio Amaral a conquista do vice-campeonato foi mérito de toda a equipe. O esforço somado resultou na conquista.

VANESSA SIVIERO







PARA CURTIR CLICAR NO LINK 



E-MAIL: francisswim@gmail.com
FONE 555191415266
WhatsApp 5197226748

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Loretta Cox Scores 100


Loretta Cox became the 100th individual in history to achieve the Triple Crown of Open Water Swimming. At the age of 58, the British marathon swimmer from Westerham, Kent, United Kingdom became one of the oldest Triple Crowners.
She crossed the English Channel in 15 hours 37 minutes in 1995. A circumnavigation of Manhattan Island followed when she finished the 1997 Manhattan Island Marathon Swim in 9 hours 7 minutes.
Nine years after she set out from Dover, she finally achieved the Triple Crown of Open Water Swimming when she crossed the Catalina Channel on September 5th in 15 hours 41 minutes.
The Triple Crown of Open Water Swimming list is posted here.
http://www.triplecrownofopenwaterswimming.com/
Courtesy of WOWSA, Huntington Beach, California. 
Copyright © 2014 by World Open Water Swimming Association

From World Open Water Swimming Association's Daily News of Open Water Swimming

PARA CURTIR CLICAR NO LINK 



E-MAIL: francisswim@gmail.com
FONE 555191415266
WhatsApp 5197226748

Atenção nadadores do Estado do Rio de Janeiro


Inscrições para o I FESTIVAL ESTADUAL MASTER até QUINTA-FEIRA,18/09!!
Organizado pela Rio Master - AMNRJ (Associação Master de Natação do Rio de Janeiro), com apoio da Eu Nado e ABMN, o evento tem provas para nadadores iniciantes (25m livre e revezamento 4x25m livre) e os mais experientes, também (200m livre e 50m de cada estilo).
Inscreva-se no site da ABMN (Associação Brasileira Masters de Natação):www.abmn.org.br!!!

Vamos fazer desse um encontro memorável dos nadadores do nosso belíssimo estado!!!

PARA CURTIR CLICAR NO LINK 



E-MAIL: francisswim@gmail.com
FONE 555191415266
WhatsApp 5197226748

Nuoto di fondo, Coppa Len: Bianchi e Bridi tappa e maglia


Tappa e maglia, per dirla alla maniera dei ciclisti. Andrea Bianchi e Arianna Bridi vincono l’ultima uscita della Coppa Len di nuoto di fondo e conquistano il successo finale. Sono le due 5 chilometri a cronometro a decretare il trionfo azzurro a Castellabate: i due azzurri vincono rispettivamente in 1h00’50″0 e 1h05’34″8 e superano in classifica Mark Papp (80 punti a 71) e Natalia Charlos (91 punti a 88).
I podi di oggi sono completati da Francesco Bianchi (1h01’23″2) e Mathias Schweinzer (Austria, 1h01’25″8), mentre tra le donne dopo le due della classifica generale si piazza l’italiana Ludovica Galli (1h09’09″7). Soddisfatti i due azzurri, che coronano al meglio una stagione vissuta da grandi protagonisti. “Questo trofeo ripaga di tanti sacrifici durante l’anno, tanti momenti di delusione che con questa vittoria sono stati archiviati – il commento di Bianchi – Ho lavorato tanto ed ho raccolto i frutti. E’ un punto di partenza, perchè continuerò a lavorare insieme al mio allenatore Simone Menoni e anche Antonio Daria. La strada è quella giusta, ora sono realista e spero di poter giocarmi le chances mondiali il prossimo anno“.
“Oggi mi sentivo bene, partivo con un minuto di svantaggio dalla polacca e sono riuscita a recuperarla sfiancandola poi psicologicamente anche in chiave generale – dichiara Arianna Bridi – Ora bisogna lavorare tantissimo; è il mio primo grande risultato della carriera considerando che non avevo mai raggiunto un podio italiano prima d’ora. Sognare non costa nulla e il prossimo anno me la giocherò tra i big“.




PARA CURTIR CLICAR NO LINK 



E-MAIL: francisswim@gmail.com
FONE 555191415266
WhatsApp 5197226748

Grimaldi, oro e passione "Adesso voglio Rio"


Martina Grimaldi ha vinto la medaglia d’oro nella gara dei 25 chilometri di fondo ai campionati europei di nuoto, che si sono svolti meno di un mese fa a Berlino.
Ma è già tornata in vasca: nel mirino ha infatti altri podi mondiali da conquistare. E, quando ci sentiamo, è da poco uscita dalla vasca.      
Un pò di conti, Martina: lei ha vinto undici medaglie in sei anni, di cui cinque d’oro, due d’argento e quattro di bronzo tra Mondiali, Europei e Giochi Olimpici. Sbaglio se dico che, adesso, il suo obiettivo è sbaragliare la concorrenza alle prossime Olimpiadi?
(ride, ndr) Non sbagli. Sì, il mio prossimo obiettivo è sicuramente quello dei Giochi di Rio, ma più a medio termine c’è la partecipazione ai Mondiali in programma l’anno prossimo a Kazan, in Russia. E sarà una sfida difficilissima.
Alle Olimpiadi di Londra è stata l’unica medaglia del nuoto. A questi europei, invece, l’unica medaglia d’oro. Quant’è difficile mantenersi a livelli così alti?
Molto, a dire la verità. Vincere una volta può essere anche facile, ma mantenersi sempre ad alto livello è davvero impegnativo. E non solo per una questione tecnica: le aspettative aumentano parecchio rispetto a quando non hai mai vinto niente e di conseguenza la pressione, specialmente nel pre-gara, è sempre abbastanza difficile da gestire.  
E poi le avversarie conoscono sempre meglio il suo modo di gareggiare...
Sì, non c’è dubbio che col tempo le avversarie conoscano sempre meglio i punti deboli e le strategie per attaccarti meglio. Ma, del resto, è anche vero che da parte mia ci sarà più esperienza. È una bella sfida quella che mi aspetta, quindi.

Oggi sarà ricevuta dal Premier Matteo Renzi a Palazzo Chigi per celebrare il tuo oro...
No, l’incontro è  stato rimandato a data da destinarsi per sopraggiunti impegni istituzionali del Presidente. Ma non mancherà occasione.

Le donne italiane ultimamente sono palesemente più forti dei colleghi maschietti sia nel nuoto che nel tennis. Come mai, secondo lei?
Non posso pronunciarmi sul tennis. Sicuramente, per quel che riguarda la mia disciplina, c’è già stato un ricambio generazionale che tra gli uomini, invece, sta avvenendo adesso.

Ha vinto la medaglia d’oro ad agosto ed è già tornata in vasca ad allenarsi, macinando chilometri su chilometri..
Eh già. Quando sono tornata a nuotare, dopo due settimane, la mancanza di allenamento già si sentiva. Ho ricominciato a lavorare la settimana scorsa. Ma non calma, però.



PARA CURTIR CLICAR NO LINK 



E-MAIL: francisswim@gmail.com
FONE 555191415266
WhatsApp 5197226748

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Programa Solidariedade Olímpica do COI beneficiará 15 atletas de 12 modalidades


Quinze atletas brasileiros com potencial de participação nos Jogos Olímpicos Rio 2016 passam a contar com o apoio do Programa Solidariedade Olímpica, do Comitê Olímpico Internacional (COI).  Nos próximos dois anos, atletas como Matheus Santana (natação), Flavia Saraiva (ginástica artística) e Hugo Calderano (tênis de mesa) receberão um total de R$ 35 mil de auxílio para a preparação em busca da vaga olímpica para o Rio 2016. Eles integram o Programa Bolsa Olímpica para Atletas (BOA), que terá duração até agosto de 2016, ou até o último torneio qualificatório internacional ou nacional da modalidade do atleta. Ao todo, atletas de 12 modalidades serão beneficiados pelo Programa.

A seleção dos atletas foi feita pelo Comitê Olímpico do Brasil em conjunto com as Confederações Brasileiras Olímpicas, levando-se em conta o potencial de participação nos Jogos Olímpicos e o fato de não receberem outro tipo de auxílio, como patrocínios individuais, Bolsa Pódio ou apoio das Forças Armadas. As bolsas serão repassadas diretamente aos atletas pelo COB a cada quatro meses, mediante a entrega dos relatórios e da prestação de contas pelas respectivas Confederações Brasileiras Olímpicas, que acompanharão a utilização dos recursos.

Os 15 atletas que receberão a bolsa são: Ana Paula Vergutz (canoagem), Diogo Sclebin (triatlo), Felipe Nascimento (pentatlo moderno); Flavia Figueiredo (boxe), Flavia Saraiva (ginástica artística), Gabriela Cechini (esgrima); Hugo Calderano (tênis de mesa); Ingrid Oliveira (saltos ornamentais), Jéssica Reis (atletismo), Lohaynny Vicente (badminton), Luiz Altamir (natação), Mateus Machado (levantamento de peso), Matheus Santana (natação), Monique Araújo (levantamento de peso) e Ygor Coelho (badminton).


PARA CURTIR CLICAR NO LINK 



E-MAIL: francisswim@gmail.com
FONE 555191415266
WhatsApp 5197226748

Jogos Escolares Londrina 2014 chegam ao fim revelando novos valores para o esporte brasileiro


Próxima edição do evento, etapa 15 a 17 anos, será realizada em João Pessoa/PB, entre 6 e 15 de novembro
Após onze dias de muito esporte, cultura e educação, chega ao fim neste sábado, dia 13, a maior edição dos Jogos Escolares da Juventude, em Londrina (PR). A competição, realizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), contou com cerca de 4 mil talentos entre 12 e 14 anos na disputa de 13 modalidades - atletismo, basquete, ciclismo, futsal,  ginástica rítmica, handebol, judô, luta olímpica, natação, tênis de mesa, vôlei,  badminton e xadrez. Das quadras, pistas, tatames e piscinas de Londrina, começou a se lapidar a geração que representará o Time Brasil a partir dos Jogos Olímpicos da Juventude Buenos Aires 2018, em diante.
Para o diretor-geral dos Jogos, Edgar Hubner, o evento em Londrina alcançou seus objetivos e demonstrou a força do esporte escolar nacional. “Cada vez mais escolas e estudantes participam das etapas municipais e estaduais. Com isso, a tendência é que as fases nacionais sejam cada vez mais fortes. Em Londrina, vimos talentos começarem a despontar no cenário esportivo, mas o mais importante é percebermos que estamos dando oportunidade para um número cada vez maior de jovens se inserirem socialmente através do esporte”, disse Edgar, gerente de Juventude e Infraestrutura do COB. “Tenho convicção de que aqui em Londrina ajudamos a revelar vários atletas que disputarão os Jogos Olímpicos da Juventude Buenos Aires, em 2018. A partir daí, muitas oportunidades surgirão na vida desses jovens”, completou Edgar.
Futuro - Os Jogos Escolares da Juventude já estão consagrados como o maior celeiro de atletas do esporte olímpico brasileiro. Dos 97 atletas do Time Brasil que participaram com sucesso dos Jogos Olímpicos da Juventude Nanquim 2014, no mês passado, 54 passaram pela competição nacional. Entre eles estão os medalhistas Hugo Calderano (tênis de mesa), Layana Colman (judô), Duda Lisboa (vôlei de praia), Matheus Santana, Luiz Altamir, Giovanna Diamante e Natalia de Luccas (natação).
Os Jogos Escolares da Juventude revelaram também 17 atletas para o Time Brasil nos Jogos Olímpicos Londres 2012. O evento foi o responsável pelo surgimento de medalhistas olímpicas como as judocas Sarah Menezes e Mayra Aguiar, das finalistas olímpicas Rosângela Santos e Ana Claudia Lemos, do atletismo, e do semifinalista Leonardo de Deus, da natação, entre outros. A tendência é que no Rio 2016, mais atletas revelados nos Jogos Escolares integrem a delegação brasileira.
O Comitê Olímpico do Brasil e as Confederações Brasileiras Olímpicas montaram uma verdadeira rede de detecção de talentos através dos Jogos Escolares. As confederações enviam olheiros para os Jogos com o objetivo de detectar os talentos e levá-los aos seus programas.  A Confederação Brasileira de Handebol (CBHb), por exemplo, enviou a Londrina o treinador da seleção brasileira masculina adulta, o espanhol Jordi Ribera, que gostou muito do que viu. “Esse evento é muito importante para que nós possamos selecionar novos jogadores para serem incluídos nas diferentes atividades das categorias de base da seleção. É uma oportunidade única que temos de estar em um torneio com duração de uma semana, analisando e fazendo o acompanhamento de jovens atletas do país inteiro”, disse Jordi, que selecionou atletas para os próximos campings da CBHb.
Já a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) enviou Vinícius Gamino Gomes, técnico da seleção brasileira infantil, e João Luís Klein, assistente técnico da seleção feminina juvenil de vôlei. Eles estiveram em Londrina para selecionar atletas para uma semana de treinamentos no Centro de Desenvolvimento do Voleibol, em Saquarema. Ao todo, serão 40 atletas convocados, 20 meninos e 20 meninas. “Na casa do voleibol brasileiro, eles terão a oportunidade de interagir com outros jogadores e com um ritmo de treino de seleção brasileira”, afirma Vinícius Gamino Gomes, técnico da seleção masculina infantil brasileira de vôlei.
Recordes – O nível da competição em Londrina foi muito alto. No atletismo foram quatro recordes quebrados, além de 11 na natação. Destaque para a nadadora do Paraná, Rafaela Raurich. Ela baixou a marca nas provas de 100m livre, 200m livre, 400m livre e ainda ajudou a equipe do estado na marca do revezamento 4x50m livre e 4x50m medley.
Catarinenses foram os destaques da única modalidade exclusivamente feminina dos jogos, a ginástica rítmica. As atletas do sul ficaram com o ouro na disputa por equipes e com o ouro e a prata nos aparelhos bola e fita e, ainda, no individual geral. Destaque para Mariany Miyamoto, que volta para casa com quatro ouros e para a conterrânea Alessandra Santos, que ficou com três medalhas de prata e uma de ouro.
Piauienses confirmaram o favoritismo no badminton e levaram para casa quatro das cinco medalhas de ouro em disputa. O resultado é a comprovação de que o projeto “Novos Talentos do Badminton do Piauí”, da Federação de Badminton do estado está no caminho certo. Destaque para os atletas Fabrício Farias e Jaqueline Lima, que ganharam o ouro na dupla mista e na dupla por gêneros, e, no simples, ouro para ela e prata para ele.
Embaixadores – Não foi só em competição que os alunos-atletas tiveram a oportunidade de aprender os atalhos do esporte.Natália Falavigna (bronze em Pequim 08, no taekwondo), Vanderlei Cordeiro (bronze em Atenas 04, na maratona), Carlos Honorato (prata em Sydney 2000, no judô) e Elisângela Oliveira (bronze em Sydney, no vôlei) estiveram em Londrina para transmitir suas experiências aos jovens.
Além deles, Guilherme Kumasaka (badminton), Josuel Santos (basquete), Luciano Pagliarini (ciclismo), Franklin Roosevelt (futsal), Angélica Kvieczynski (ginástica rítmica), Deborah Hannan (handebol), Fabiola Molina (natação), Antoine Jaoude (lutas) e Hugo Hoyama (tênis de mesa) também passaram por Londrina como embaixadores dos Jogos. O objetivo do programa é contribuir para a formação dos alunos/atletas dentro e fora da competição, através de palestras, atividades culturais, presença no local da competição da respectiva modalidade, entre outras ações.
“A importância que os Jogos Escolares têm para esses jovens atletas é inigualável. Talvez alguns não se tornem atletas profissionais, mas com certeza todos perceberão o valor da experiência de viver a competição, do ganho de qualidade de vida que terão e dos sonhos que o esporte é capaz de trazer”, disse a medalhista olímpica Natália Falavigna, que nasceu em Londrina.
Os Jogos Escolares da Juventude Londrina 2014 chegam ao fim neste sábado, dia 13, com a disputa das medalhas nos esportes coletivos. A próxima edição do evento, para atletas de 15 a 17 anos, será realizada em João Pessoa, na Paraíba, entre 6 e 15 de novembro.
Crédito: Bruno Miani/INOVAFOTO/COB



PARA CURTIR CLICAR NO LINK 



E-MAIL: francisswim@gmail.com
FONE 555191415266
WhatsApp 5197226748