domingo, 2 de agosto de 2015

Poliana Okimoto da Unisanta conquista vaga para as Olimpíadas 2016, no Rio



Por Cláudia Busto
Poliana Okimoto. Campeonato Mundial de Desportos Aquaticos, 10 Km, realizada no Rio Kazanka. 28 de julho de 2015, Kazan, Russia. Foto: Satiro Sodre/SSPress
A nadadora da Universidade Santa Cecília (Unisanta), Poliana Okimoto, estará nas Olimpíadas no Rio, em 2016, na maratona aquática feminina de 10km. A maratonista garantiu a presença no maior evento esportivo do Mundo ao disputar, nesta manhã de terça-feira (28/7), o Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos, em Kazan, na Rússia.
Poliana garantiu a vaga olímpica ao chegar em sexto lugar, com 1h58m28s8. Os dez primeiros da prova conseguiam a classificação. “Estou super aliviada! Claro que queríamos uma medalha e ficou muito próxima. A briga pelo bronze foi na batida de mão, mas conseguimos colocar as duas nos Jogos Olímpicos, nadando bem e brigando por medalha. Foi uma prova boa e acho que a última alimentação pode ter me prejudicado para a última volta”, afirmou a nadadora.
“A pressão era muito grande para chegar entre os dez. Esse nervosismo pode ajudar a nos manter concentradas e hoje foi um teste muito bom, ou seja, passar pela pressão de conseguir uma vaga para nadar uma Olimpíada. Passamos com louvor”, comentou Poliana Okimoto, que participará pela terceira vez de Jogos Olímpicos.
Histórico brilhante
A atleta da Unisanta tem um histórico brilhante em Mundiais. Em Roma (2009), foi bronze na prova dos 5 km feminino, e, em Barcelona (2013), foi ouro nos 10 km, prata nos 5 km e bronze nos 5 km por equipe. Entre as conquistas de Poliana em outras competições, destacam-se: 1º lugar no Mundial da FINA 2013 (10 km) – Barcelona, 1º lugar do ranking final do Circuito da Copa do Mundo 2009 – (10 km) e 2º lugar nos Jogos Pan-Americanos Rio 2007 (10 km) – Rio de Janeiro/RJ.
A outra vaga brasileira na modalidade feminina ficou com a Ana Marcela Cunha, que também representou a Unisanta no início de sua carreira e foi Bicampeã Mundial defendendo a camisa ceciliana. Ana chegou em terceiro lugar na prova de Kazan com o tempo de 1h58m26s5. A brasileira foi superada apenas pela francesa Aurelie Muller, grande surpresa da prova, e pela holandesa Sharon van Rouwendall, que ficaram, respectivamente, com o ouro e com a prata.
Só o Brasil terá duas atletas na prova feminina em 2016. Segundo as regras da Federação Internacional para ingresso nos Jogos Olímpicos, os 10 primeiros países no Mundial dos Esportes Aquáticos do ano anterior têm vagas garantidas. Esta é a única chance para que uma nação tenha dois representantes na prova e a regra vale também para o país sede das Olimpíadas.
Ainda nos 10 km, mas no masculino, o atleta brasileiro Allan do Carmo também conquistou a vaga Olímpica, chegando em nono, na prova disputada na segunda-feira, dia 27.
Outro atleta da Unisanta, Victor Colonese, participou na prova dos 5km, realizada no dia 25/07. Ele terminou na nona posição, à frente do outro brasileiro, Samuel de Bona (14º lugar).
Poliana Okimoto volta a competir no dia 1º/8, das 2h às 8h (horário de Brasília), na prova de 25km.
Unisanta e a sua tradição em maratonas aquáticas – O trabalho pioneiro e iniciado pela Universidade Santa Cecília em provas de Águas Abertas no Brasil hoje rende frutos como essas classificações olímpicas. Além de incentivar e investir em atletas em início de carreira como a Ana Marcela e a própria Poliana Okimoto, que hoje está de volta representando a camisa ceciliana, a Unisanta realiza o evento que abre o mais importante.
circuito mundial de águas abertas, os 10 Km Marathon Swimming World Cup Fina, a Maratona Aquática Internacional de Santos – Unisanta / Troféu Renata Câmara Agondi.
A Maratona Aquática Internacional de Santos – Unisanta é definida pela Federação Internacional de Natação (Fina) como referência em termos de organização e, sobretudo, segurança. Iniciada em setembro de 2005, a Travessia despontou como alavanca propulsora das maratonas no Brasil.
“Desde nossa primeira edição, temos tomado todas as medidas para oferecer o máximo de segurança e conforto aos atletas, técnicos, dirigentes e o público em geral. Essas ações, além de alcançarem seus objetivos, têm o pleno reconhecimento da Fina”, afirma o presidente da Associação Santa Cecília Esportes e pró-reitor administrativo da Unisanta, Marcelo Teixeira.
Segundo o diretor técnico da prova santista, Igor de Souza, “a prova de Santos ganha o aval total da organização máxima do esporte em todos os seus aspectos, sobretudo em termos de segurança. Isso, porém, ao invés de nos envaidecer, aumenta ainda mais a nossa responsabilidade e compromisso de oferecer a todos os envolvidos uma disputa com todos os cuidados nos mínimos detalhes”, disse Souza.
Cerca de 300 pessoas são envolvidas na organização da prova. Dentre os serviços prestados estão embarcações oficiais e de segurança, tais como: Bombeiros, barcos de segurança, salva-vidas infláveis, Capitania dos Portos, caiaques, Lancha UTI, Helicóptero, ambulâncias, lanchas rápidas para os árbitros e barcos de contorno / alimentação, entre outros.
O estímulo à natação é proporcionado pela Unisanta desde as turmas de crianças que aprendem a nadar, lembra Marcelo Teixeira. A Instituição une o esporte ao ensino, oferecendo uma educação integral, com benefícios aos atletas e a suas famílias, além de formar cidadãos responsáveis.













COMPARTILHE ESTE POST E CONCORRA A UM KIT NATAÇÃO (TOUCA- SUNGA OU MAIO - ÓCULOS - TOALHA DE BANHO)

Nenhum comentário: