sábado, 1 de agosto de 2015

ANA MARCELA CUNHA É OURO NOS 25 KM DO CAMPEONATO MUNDIAL DE ESPORTES AQUÁTICOS EM KAZAN


Foto e texto: CBDA/Divulgação
Kazan/RUS – As maratonas aquáticas escreveram neste sábado, 1/08, mais uma página de sucesso na história do Brasil em Campeonatos Mundiais de Esportes Aquáticos. Ana Marcela Cunha subiu ao pódio mundial pela sexta vez em sua vida para ganhar o ouro dos 25 quilômetros. Ela sai da Rússia com três medalhas, uma de cada cor, uma em cada prova que disputou.

Ainda era madrugada no Brasil, quando a baiana de 23 anos deu início às 5 horas, 13 minutos e 47 segundos da prova que lhe rendeu o bicampeonato dos 25 km.  Com a prova mais longa do programa mundial, o Brasil encerrou sua participação na Rússia com três medalhas – ouro, prata e bronze - e três atletas confirmados nos Jogos Olímpicos de 2016 – Ana Marcela, Allan do Carmo e Poliana Okimoto.
- Estou muito feliz em conquistar três medalhas em um Mundial. Não tenho palavras para descrever o que estou sentindo. Nós já tínhamos planejado chegar a três medalhas no Mundial passado, mas eu não tive tanta paciência nos 25 e não nadei a prova por equipes. Viemos para cá mais preocupados em pegar a vaga olímpica, mas sabíamos que se eu nadasse bem os 10 e ganhasse da Poli eu iria nadar a prova por equipe. Nos 25 km a gente veio para buscar uma medalha, viemos obstinados a isso - comentou Ana Marcela Cunha.

O pódio feminino ainda teve a húngara, Anna Olasz (5h14m13s), com a prata, e a experiente alemã, Angela Maurer (5h15m07s), com o bronze. Betina Lorscheistter, em sua estreia na distância, após completar 20 quilômetros de prova, sentiu-se mal e abandonou o percurso. Betina logo foi atendida pela organização e passa bem.
Durante todo o percurso Ana Marcela esteve entre as primeiras colocadas. Mas a partir da sexta volta, com aproximadamente 15 quilômetros de prova, Ana assumiu a liderança e teve somente a companhia da húngara, com quem alternou posições, até a última volta. Na última volta, a partir dos últimos cinco quilômetros a brasileira voltou ao primeiro lugar e acelerou a nadada para comemorar a vitória.
- Foi uma prova disputada. Treinamos a arrancada final porque sabíamos que isso faria a diferença. Esperei a húngara chegar porque foram 25 quilômetros disputando com ela, mais de cinco horas disputando com ela. Isso se chama respeito - disse.
Depois desta campanha vitoriosa, Ana vai tirar alguns dias de folga, pois não pretende ter férias no final do ano.
- A Ana hoje é muito disciplinada. O único ponto fraco dela era a comida, mas hoje ela segue rigorosamente tudo o que a nutricionista manda e está muito bem. Há dois anos eu tinha seis meses de treinamento com ela. Estávamos nos conhecendo. Hoje já temos um trabalho mais consolidado. Como no final do ano vamos passar batido das festas, sem folga, ela vai tirar umas pequenas férias agora e sei que quando voltar ela vai vir com a "faca nos dentes", com vontade de muito mais - disse Fernando Possenti, treinador da Ana Marcela.
No masculino, Allan do Carmo foi o brasileiro com a melhor colocação, com a 16ª posição em, 5h06m27s de prova. Allan mantinha-se no pelotão principal e chegou a liderar a prova. Mas a partir da oitava volta (aproximadamente 20 quilômetros) sentiu o cansaço de disputar sua terceira prova e foi ultrapassado pelos adversários. Logo atrás, Diogo Villarinho terminou na 18ª posição, em 5h11m04s.
- Foi uma prova muito difícil para mim, senti muito o cansaço de toda a competição. Comecei brigando pelas primeiras colocações e dei meu máximo. A competição foi muito positiva, pela classificação olímpica e a medalha. Eu vivi a glória da classificação e fui pura superação! Fiquei feliz por conseguir ser persistente em completar a prova – comentou Allan do Carmo, medalha de prata na prova por equipe e classificado para nadar os 10 km na Olimpíada.
O italiano, Simone Ruffini, ganhou a prova com 4h53m10s. Alex Meyer (4h53m15s), norte-americano, ficou com a prata, e Matteo Furlan (4h54m38), também da Itália, ficou com a medalha de bronze, a mesma colocação que conquistou na disputa dos cinco quilômetros.
Com a medalha de Kazan, Ana Marcela iguala o resultado alcançado em 2011, no Mundial de Xangai, China e chega ao segundo ouro nos 25 quilômetros. Na ocasião, a brasileira, com 19 anos, conquistou o título da prova, na primeira vez em que nadou nesta distância, superando a não classificação para os Jogos Olímpicos de Londres, por apenas uma posição.
Com o objetivo principal em colocar o maior número possível de atletas na prova olímpica de dez quilômetros, em Copacabana, nos Jogos do Rio, a delegação brasileira de maratonas aquáticas analisou a competição como “muito além das expectativas ” e volta para o Brasil com três medalhas russas na bagagem, boas expectativas para o Rio 2016 e ainda apresentando uma nova geração de nadadores.
- Estamos muito satisfeitos com o desempenho de toda a equipe. O objetivo era colocar quatro atletas, mas conseguimos três e ainda três medalhas. Eu esperava uma medalha nos 10 km, mas fizemos muito além. Fiquei muito feliz com o resultado da prova por equipe, que conquistou sua melhor colocação. Claro que a Ana foi incrível, mas ela já foi campeã desta prova e sempre é uma vez campeã, sempre campeã. A Ana está muito bem fisicamente e mereceu todos os resultados. Começamos a apresentar uma nova safra de nadadores, com os resultados do Diogo Villarinho e da Carolina Bilich, que se trabalharem bastante vão conseguir fazer melhor no próximo mundial – analisou Igor de Souza, chefa da delegação brasileira.
Na classificação final, o Brasil ficou com a quarta colocação geral, com 63 pontos.
A prova de 25 quilômetros, por ser a mais longa, é a que mais explicita a importância da equipe multidisciplinar no acompanhamento dos atletas. Durante mais de cinco horas todos os integrantes da delegação, presentes na disputa, estavam diretamente ligados ao desempenho dos atletas. Isto porque, além dos treinadores, outros membros participaram da reidratação nutritiva dos nadadores, assim como o médico e a nutricionista, indicam o que contribuirá mais para o rendimento nas diferentes fases da prova.
Medalhas do Brasil em Kazan
Maratona Aquática
Ouro - Ana Marcela Cunha - 25km
Prata – Allan do Carmo, Ana Marcela Cunha e Diogo Villarinho - prova de equipe 5km
Bronze – Ana Marcela Cunha – 10km
Delegação brasileira
Atletas: Allan do Carmo, Ana Marcela Cunha, Betina Lorscheitter, Carolina Bilich, Diogo Villarinho, Poliana Okimoto, Samuel de Bona e Victor Colonese.
Treinadores: Carlos Rogério Arapiraca, Eduardo Santos, Fernando Possenti e Ricardo Cintra. Médico: José Juan Blanco. Fisioterapeuta: Arivan Gomes. Nutricionista: Marcela Amar. Chefe de equipe: Igor de Souza
Resultados
5 km
Fem: 1) Andreson Haley – EUA – 58m48 / 2) Kalliopi Araouzou – GRE – 58m49 / 3) Finnia Wunram – ALE – 58m51 / 15) Betina Lorscheitter – Brasil – 59m57 / 17) Carolina Bilich – Brasil – 1h00m07
Masc: 1) Chad Ho – RSA – 55m17s6 / 2) Rob Muffels – ALE – 55m17s6 / 3) Matteo Furlan – ITA - 55m20 / 9) Victor Colonese – Brasil - 55m24 / 14) Samuel de Bona – Brasil – 55m25
10 km
Fem: 1) Aurelie Muller – FRA – 1h58m04 / 2) Sharon Rouwendall – HOL – 1h58m26 / 3) Ana Marcela Cunha – Brasil – 1h58m26 / 6) Poliana Okimoto – Brasil – 1h58m28
Masc: 1) Jordan Wilimovsky – EUA – 1h49m48 / 2) Ferry Weertman – HOL – 1h50m00 / 3) Spyridon Gianniotis – GRE – 1h50m00 / 9) Allan do Carmo – Brasil – 1h50m23s / 21) Diogo Villarinho – Brasil – 1h50m48s
25 km
Fem: 1) Ana Marcela Cunha – Brasil – 5h13m47s / 2) Anna Olasz – Hungria – 5h14m13s / 3) Angela Maurer – Alemanha – 5h15m07s

Masc: 1) Simone Ruffini – Itália – 4h53m10s / 2) Alex Meyer – Estados Unidos – 4h53m15s / 3) Matteo Furlan – Itália – 4h54m38s / 16) Allan do Carmo – Brasil – 5h06m27 / 18) Diogo Villarinho – Brasil – 5h11m04s

Equipe – 5 km: 1) Alemanha – 55m14 / 2) Brasil – Allan do Carmo, Ana Marcela e Diogo Villarinho – 55m31s2/ 2) Holanda – 55m31s2
Histórico de medalhas do Brasil
Roma 2009 – Bronze – 5 km feminino – Poliana Okimoto
Xangai 2011 – Ouro – 25km feminino – Ana Marcela Cunha
Barcelona 2013 – Ouro – Poliana Okimoto – 10km
Barcelona 2013 – Prata - Poliana Okimoto – 5km
Barcelona 2013 – Prata – Ana Marcela Cunha – 10 km
Barcelona 2013 – Bronze – Ana Marcela – 5km
Barcelona 2013 – Bronze – Allan do Carmo, Poliana Okimoto, Samuel de Bona – Prova de Equipe 5km
Kazan 2015 - Bronze - Ana Marcela Cunha - 10 km
Kazan 2015 – Prata – Allan do Carmo, Ana Marcela Cunha, Diogo Villarinho – Prova de Equipe 5km
Kazan 2015 - Ouro - Ana Marcela Cunha - 25km
Eliana Alves / Mariana de Sá













COMPARTILHE ESTE POST E CONCORRA A UM KIT NATAÇÃO (TOUCA- SUNGA OU MAIO - ÓCULOS - TOALHA DE BANHO)

Nenhum comentário: