sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Cesar Cielo projeta 6 medalhas para natação do Brasil nos Jogos do Rio 2016


Dono de dois recordes mundiais, um ouro e dois bronzes olímpicos e seis medalhas de ouro em Mundiais, o nadador Cesar Cielo está otimista e projeta a conquista de cinco a seis medalhas para a natação brasileira nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. "Temos boas perspectivas, mas é hora de concretizar essa geração de ouro. Podemos conquistar entre cinco e seis medalhas nos Jogos de 2016", disse o atleta.
As afirmações foram feitas na tarde desta quinta-feira quando Cielo anunciou um novo patrocinador, a Unicred, instituição financeira. "Com a alta do dólar, um novo patrocínio é importante para dar maior tranquilidade para os treinamentos", brincou Cielo.
Para contribuir com esse resultado, que seria o melhor momento da história da natação brasileira, Cielo tem de se recuperar da lesão do ombro esquerdo que o tirou do Mundial de Kazan, no mês de agosto. Cielo afirma que a lesão não prejudica suas tarefas, mas compromete a alta performance.
"É uma lesão que não atrapalha o meu dia a dia, mas tem impacto na alta performance. Nos treinos o foco tem sido muito maior na quantidade de tempo do que na intensidade. Mas tem tempo para ficar bem, continuo muito tranquilo", explicou o nadador.
Faltando um ano para os Jogos Olímpicos, o atleta está otimista em relação à recuperação. Cielo planeja disputar o Open de Palhoça (SC), em dezembro. Será a primeiro torneio válido para a obtenção de índice olímpico. "Temos bastante tempo. O ciclo olímpico vai começar de verdade depois do torneio Maria Lenk", afirma o nadador.
Para recuperar os bons resultados - foi mal nas cinco competições que disputou neste ano - ele não descarta fazer mudanças em sua preparação. O nadador não especificou as alterações, apenas descartou a troca de treinador. "Não é porque está a um ano da Olimpíada que tem de ter receio de fazer mudança. Não tenho receio de fazer mudanças bruscas na minha carreira. O importante é o resultado vir", disse o atleta.




Nenhum comentário: