quarta-feira, 9 de setembro de 2015

NOVO REPRESENTANTE NA ELITE DA NATAÇÃO, AFRO-AMERICANO GILES SMITH MARCA PRESENÇA NO DESAFIO RAIA RÁPIDA


Outros nomes da nova geração como o sul-africano Bradley Tandy e o brasileiro Matheus Santana, de 19 anos, estarão presentes. Brasil, EUA, África do Sul e Itália disputam o Desafio neste domingo, dia 13, no Rio de Janeiro.


O Rio de Janeiro será palco de disputas emocionantes entre grandes nomes da natação mundial, dia 13 de setembro, às 10h, na piscina do Mourisco Mar (Botafogo). Além de contar com feras da natação mundial como o multimedalhista Roland Schoeman (África do Sul), o campeão olímpico Antony Ervin (EUA) e os brasileiros Felipe França e Nicholas Santos, a nova geração da modalidade promete dar muito trabalho aos mais experientes. Estreante no evento, o americano Giles Smith, de 23 anos, é o atual campeão pan-americano dos 100m borboleta, e o sul-africano Bradley Tandy, 24, tem uma das saídas mais rápidas no estilo livre – é um dos poucos no mundo a percorrer os primeiros 15m abaixo dos cinco segundos. O Desafio Piraquê Raia Rápida conta com formato inovador e recebe países que são potências nas piscinas - Brasil, Itália, Estados Unidos e África do Sul - para a disputa do título, além de nação mais rápida em cada estilo e no revezamento.
“Comecei a nadar aos 9 anos, já que meus pais nadavam e eu também queria ver como era. Roland Schoeman foi uma grande inspiração para mim, assim como Ryk Neetling. Estou me preparando para os Jogos Olímpicos com muito foco, dedicando meu tempo a treinamentos e eventos, além de tomar cuidado com minha malhação e alimentação”, comenta Tandy, que virá ao Rio de Janeiro pela primeira vez.



Já Giles Smith é o novo representante dos afro-americanos na natação. Revelação nos EUA, o estudante de Jornalismo na Universidade do Arizona, Smith, promove a diversidade na modalidade e tem como um de seus sonhos motivar crianças vindas de minorias a nadarem e seguirem seus passos, tendo em vista que é um dos poucos negros na elite da natação americana. O jovem de 23 anos está seguindo os passos de Cullen Jones, medalhista olímpico, que tem papel de destaque na divulgação do esporte entre os negros.
Além dos dois, outra revelação das piscinas volta a participar do Desafio: Matheus Santana, de apenas 19 anos, que fez parte da equipe brasileira que conquistou o título da edição do ano passado, retorna à competição após disputar seu primeiro Mundial adulto, que aconteceu este ano em Kazan, na Rússia.
Fazendo sua estreia no Desafio Piraquê Raia Rápida, a Itália quer surpreender os adversários. Contando com um time muito forte, a equipe italiana terá Luca Dotto (borboleta) e Michele Santucci (livre), que fizeram parte da equipe que levou a medalha de bronze no revezamento 4x100m livre no Mundial de Kazan deste ano, além de Mirco Di Tora (costas) e Fabio Scozzoli (peito). A competição tem gostinho de prévia dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Enquanto os brasileiros e americanos lutam pelo segundo título, os atletas da África do Sul e Itália buscam sua primeira conquista.







Nenhum comentário: