segunda-feira, 7 de setembro de 2015

COM NOVATO, ESTADOS UNIDOS APRESENTA EQUIPE PARA O DESAFIO RAIA RÁPIDA


Campeões na primeira edição do evento, americanos terão a estreia de Giles Smith, medalha de ouro no Pan-Americano de Toronto. Ele competirá ao lado dos experientes David Plummer, Anthony Ervin e Mike Alexandrov no dia 13 de setembro, no Mourisco Mar, em Botafogo 

Buscando o bicampeonato do DESAFIO RAIA RÁPIDA, os Estados Unidos apresentam sua equipe para a edição de 2015 com uma estreia: o nadador Giles Smith, atual campeão pan-americano dos 100m borboleta e medalha de prata no 4x100m medley em Toronto-2015, que se junta a David Plummer (costas), Anthony Ervin (livre) e Mike Alexandrov (peito) para a disputa da competição, que acontece no dia 13 de setembro, na piscina do Mourisco Mar (Botafogo).

“Será uma competição dura, já que o Brasil sempre nada forte em casa. Creio que a modalidade mais difícil será peito, pois haverá muito talento na piscina durante a disputa. Estou muito feliz de ter a oportunidade de competir no Rio de Janeiro novamente. É um privilégio competir contra os melhores nadadores do mundo, além de poder aproveitar um tempo na bela cidade do Rio”, declarou Plummer, de 29 anos, que estreou no Desafio na edição do ano passado.

Único novato da equipe americana, Giles Smith, é o mais jovem do time, com 23 anos. Além do talento nas piscinas, ele espera promover a diversidade no esporte, tendo em vista que é um dos poucos negros da elite na natação americana. O estudante de jornalismo na Universidade do Arizona mesclará sua juventude com a experiência de alguns feras. Um dos grandes nomes que nadará ao lado de Giles no DESAFIO PIRAQUÊ RAIA RÁPIDA é o experiente Anthony Ervin, de 34 anos, único medalhista olímpico de 2000 a continuar em atividade.

“Comecei a nadar quando criança, para ter segurança na água. Estou treinando diariamente, dentro e fora piscina, de olho em uma vaga nas Olimpíadas do ano que vem. Sou fã do time de futebol do Brasil e creio que a equipe brasileira será o adversário mais forte no Desafio”, declarou o experiente nadador, que já foi capitão da equipe americana em Mundiais de Natação e que, no seu tempo livre, gosta de tocar guitarra, frequentar shows e ler, além de andar de moto.

A competição segue com o mesmo formato das últimas edições, com provas rápidas e emocionantes em 50m nos quatro estilos (borboleta, costas, livre e peito), além de um revezamento 4x50m medley. Acontecendo apenas algumas semanas após o Mundial de Kazan, na Rússia, o Desafio tem um gostinho de prévia dos Jogos Olímpicos de 2016, a ser realizado no Rio de Janeiro.

Perfis dos atletas americanos: 


Giles Smith (Borboleta) – Baltimore – 23 anos, 1.80m, 80kg
Campeão pan-americano dos 100m borboleta e medalha de prata no 4x100 medley em Toronto-2015. Medalha de bronze no 4x100m medley na Universíade em Kazan-2013. Cursa Jornalismo na Universidade do Arizona. Deseja promover a diversidade na natação e tem como um de seus sonhos motivar crianças vindas de minorias a nadarem e seguirem seus passos, tendo em vista que é um dos poucos negros da elite na natação americana. Está seguindo os passos de Cullen Jones, medalhista olímpico, que tem papel de destaque na divulgação na divulgação do esporte entre os negros. Fará sua primeira participação no DESAFIO RAIA RÁPIDA.

Anthony Ervin (Livre) – Burbank, Califórnia – 34 anos, 1.91m, 73kg
Campeão olímpico dos 50m livre em Sidney-2000 (empatado com o compatriota Gary Hall Jr.). Campeão mundial dos 50m e 100m livre em Fukuoka-2001. Vice-campeão pan-pacífico nos 50m em Yokohama-2002 e em Gold Coast-2014. Um dos nadadores mais veteranos da atualidade, Ervin é o único medalhista olímpico em 2000 ainda em atividade. Retirou-se das competições em 2004 e retornou em 2011, a tempo de conquistar uma vaga para a Olímpiada de Londres. Em maio de 2005, vendeu sua medalha de ouro olímpica (por 17 mil dólares) e doou o dinheiro para a UNICEF em favor das vítimas do tsunami no sul da Ásia.


Mike Alexandrov (Peito) – Sofia, Bulgária – 30 anos, 1.93m, 91kg
Campeão americano dos 100m da modalidade em 2010. Campeão mundial em piscina curta nos 4x100m medley em Dubai-2010. Campeão dos 100m e 200m peito no duelo Estados Unidos vs. Europa, em 2009. Finalista mundial em Melbourne-2007 nos 100m peito, Alexandrov nasceu na Bulgária, país pelo qual competiu os Jogos Olímpicos de 2004 e 2008. A partir de 2009, optou por representar os Estados Unidos, através de sua dupla cidadania. Seu pai disputou os Jogos Olímpicos de 1980 pela Bulgária. Alexandrov treina no Trojan Swim Club sob comando de Dave Salo, onde já nadou com estrelas como os campeões olímpicos Kosuke Kitajima e Oussama Mellouli.

David Plummer (Costas) – Norman, Oklahoma – 29 anos, 1.91m, 75 kg
Vice-campeão mundial dos 100m costas em Barcelona-2013. Campeão mundial do 4x100m medley em Xangai-2011. Bicampeão americano (2013 e 2014) dos 50m costas. Curiosidade: Plummer faz parte da forte geração de nadadores de costas do país, que inclui campeões olímpicos e mundiais como Aaron Peirsol, Ryan Lochte e Matt Greevers. Sua conquista mais expressiva foi o vice-campeonato mundial em 2013, já com 27 anos. Desde 2007 divide seus treinamentos com o trabalho de técnico. Atualmente, é técnico da Minetonka High School, em Minnesota (Time Wayzata), tendo levado a equipe ao primeiro título estadual em toda a sua história em seu primeiro ano como treinador. Foi eleito o melhor técnico do ano de Minnesota no mesmo ano. Começou a nadar aos 5 anos de idade.

Formato da competição:

Cada país será representado por quatro atletas, que competirão em provas individuais e de revezamento, sempre nadando no seu melhor estilo (borboleta, costas, peito e livre). Os atletas disputam provas eliminatórias, sempre na distância de 50m. Os últimos colocados de cada prova são eliminados da série seguinte, até que restem apenas dois nadadores para a final de cada modalidade.  Logo depois, os nadadores voltam à piscina para a segunda fase do desafio com um empolgante revezamento 4x50m medley. A equipe com maior pontuação nas duas fases será a campeã.

Campeões Raia Rápida:

2012 – EUA: Josh Schneider/ Adam Mania/Mike Alexsandrov/ Eugene Godsoe
2013 – Austrália: Daniel Arnamnart / Christian Sprenger / Matt Targett / Matt Abood

2014 – Brasil: Matheus Santana/ Nicholas Santos/ Felipe França / Guilherme Guido




Nenhum comentário: