quinta-feira, 22 de junho de 2017

PARQUE AQUÁTICO DA UNISANTA SERÁ PALCO DO CAMPEONATO PAULISTA JÚNIOR E SÊNIOR DE INVERNO


Além de estar entre as três melhores entidades do Brasil, sendo a primeira instituição de ensino do País em natação e a maior equipe a ser representada no Mundial de Esportes Aquáticos, na Hungria, mais uma vez a Unisanta marcará seu nome na história do esporte brasileiro, recebendo atletas de todo Brasil, de 30 de junho a 2 de julho.
O Parque Aquático Wilson Silva Castro, Bagdá, do Complexo Educacional Santa Cecília,  já faz parte da história da natação, como a primeira instituição de ensino a abrigar um Campeonato Brasileiro Absoluto de Natação, em 2003, quando recebeu, pela primeira vez, o Troféu José Finkel, correspondente ao Nacional de Inverno. Em 2010, foi sede do Brasileiro de Verão, denominado Troféu Maria Lenk.
Agora,  pela segunda vez, irá receber mais de 400 atletas de mais de 40 entidades, que disputarão o Campeonato Paulista Júnior e Sênior de Inverno XVIII Troféu Salvador Granieri Sobrinho, de 30 de junho a 2 de julho.
Para o presidente da Federação Aquática Paulista (FAP), realizadora do evento, Marcelo Biazoli, a excelência da infraestrutura da Unisanta, os anos de experiência no envolvimento com o esporte, além do investimento na natação desde as categorias de base até nos atletas de alto rendimento, fazem  da Universidade um local ideal para sediar grandes eventos esportivos.
“A parceria Federação Aquática Paulista e a Unisanta vem de longa data e queremos construir um futuro ainda mais promissor. Além da excelente estrutura da Unisanta, podemos contar com o apoio de toda a equipe do Dr. Marcelo Teixeira. É por isso que confiamos os nossos eventos a esta instituição, pois o resultado final será o êxito e satisfação dos filiados”, diz o presidente.
Nunca foram quebrados tanto recordes de campeonatos como em 2015, quando a competição aconteceu pela última vez na Unisanta.  Nos últimos sete anos, a Unisanta tem sido o local que mais gerou recordes, um total de 95 recordes de campeonato, um recorde paulista e um recorde Paulista Absoluto.
Além de ser Pentacampeã do Paulista de Inverno, a equipe ceciliana também se destaca entre os grandes recordistas do campeonato. Na piscina da casa, em 2015, os atletas da Unisanta quebraram 15 recordes de campeonatos. Felipe Ribeiro foi o recordista do ano nas provas de 50, 100 200 metros livres, na categoria Jr1; Matheus Santana, nas provas de 50 e 100 metros livres, na categoria Jr2; Guilherme Costa, nos 1500 e 400 metros livres, na categoria Jr1; Nicholas Santos, nos 50 e 100 metros borboleta, categoria Sênior e Yago Ferrar, nos 100 metros, na categoria Sênior.
Nos revezamentos, as equipes da Unisanta também deixaram suas marcas ao quebrar os recordes do campeonato em casa nas provas de 50 e 100 metros livre masculino, na categoria Jr1; 50 e 100 metros livre masculino, na categoria Sênior e nos 50 metros livre feminino, na categoria Sênior.
Uma piscina e uma equipe de muito recordes – Não é apenas no Campeonato Paulista de Inverno que a piscina e os atletas da Unisanta colecionam recordes. O último a ser conquistado e vibrado com muita intensidade foi o inesperado recorde Sul-Americano quebrado na prova dos 1500 metros livres pelo atleta da Unisanta Guilherme Costa. Com apenas 18 anos, o nadador ceciliano disputava um Torneio Regional em abril deste ano, no Parque Aquático do Complexo Santa Cecília, quando terminou a prova em 15m05s23, surpreendendo a todos e deixando a sua marca e do Santa Cecília na história da natação.
No último Maria Lenk, a equipe com a única medalhista olímpica da natação brasileira nos Jogos do Rio, a maratonista Poliana Okimoto, terminou em primeiro lugar no quadro de medalhas da competição, com 18 ouros, oito pratas e dez bronzes. A equipe da Universidade destaca-se por ser a melhor das instituições de ensino na natação brasileira.
Já no individual, Joanna Maranhão levou cinco ouros e uma prata, bateu o recorde brasileiro dos 400m livre e foi a atleta mais eficiente do Maria Lenk, com 220 pontos. E Nicholas Santos, que quebrou o recorde sul-americano de César Cielo nos 50m borboleta, foi o nadador com melhor índice técnico da competição, com 976 pontos.
A Unisanta ainda teve outra conquista a ser celebrada, com Andrea Berrino. A nadadora argentina conquistou oito medalhas (cinco ouros e três pratas) nesse Maria Lenk e tornou-se a nova recordista como ‘atleta estrangeiro’ com o maior número de medalhas em um torneio brasileiro de natação. A marca pertencia à compatriota Georgina Bardach, com cinco medalhas.
Com esse show recordes e conquistas podemos imaginar o que todas essas estrelas realizarão no Paulista de Inverno na Unisanta. Entre as grandes estrelas da casa estão: Nicholas Santos, Leo de Deus, Thiago Simon, Felipe França, Guilherme Costa, Vitor Colonese, Joanna Maranhão, Ana Marcela Cunha, Poliana Okimoto, Gabi Roncatto, Alessandra Marchioro, Carol Bilichi, Daiene Dias, entre outros. Também são esperados outros grandes nomes da natação brasileira como: César Cielo, Bruno Fratus, João Luiz Gomes Jr, Guilherme Guido, Etiene Medeiros, Manuella Lyrio e Jhennifer Conceição.
Finkel em agosto – O Parque Aquático do Complexo Santa Cecília também será a sede da 46º edição do Troféu Finkel de Natação, que acontece de 8 a 12 de agosto próximo. Além dos grandes preparativos para o evento de esfera nacional, a equipe da Unisanta quer fazer história e conquistar o título inédito de primeiro lugar.
A competição, que espera receber mais de 40 equipes e cerca de 350 nadadores, em sua última edição teve a hegemonia de cinco anos do Minas Tênis quebrada pelo EC Pinheiros, que atualmente é o campeão do Troféu, com um total de 12 títulos. Em 2016, foram computados 39 recordes, 12 novos recordes sul-americanos, 13 recordes brasileiros e 14 recordes de campeonato.


Por Cláudia Busto





Nenhum comentário: