sábado, 13 de maio de 2017

SELEÇÃO BRASILEIRA DE MARATONAS DEFINIDA PARA O MUNDIAL FINA DE ESPORTES AQUÁTICOS EM BUDAPESTE



Foz do Iguaçu – Após os cinco quilômetros da Meia Maratona Nacional de Foz do Iguaçu, disputados na manhã deste sábado, 13/05, a Seleção Brasileira que irá ao Mundial de Esportes Aquáticos, em Budapeste, foi definida e contará com Ana Marcela Cunha, Betina Lorscheitter, Viviane Junglbut, Allan do Carmo e Fernando Ponte. Isto porque, assim como nos dez quilômetros, a prova de hoje garantiu aos dois primeiros colocados, no masculino e no feminino, o direito de nadar os cinco quilômetros, na Hungria. Realizada no Iate Clube Lago de Itaipu, a terceira etapa do Campeonato Brasileiro contou com 91 atletas.
Ao final da primeira volta o pelotão principal, masculino, era liderado por Vitor Colonese, Henrique Figueirinha e Allan do Carmo. A prova continuou acirrada durante todo o percurso e, somente nos últimos 300 metros, Allan do Carmo, da Aceb / BA, assumiu a liderança para não perder mais, e fechar a prova com 54m27. Fernando Ponte, do Grêmio Náutico União, ficou com a segunda colocação, com 54s28, invertendo as posições da prova de dez quilômetros, disputada dois dias antes. Victor Colonese, da Unisanta, completou a prova em 54s30 e garantiu a terceira colocação.
- Foi uma prova muito forte, do inicio ao fim. No início vi a nova geração puxando forte e no final a disputa foi muito grande, entre cinco seis atletas. A prova teve ritmo muito forte, de alto nível e isso dá gosto de ver. Poder participar de provas de alto nível no Brasil, com essa competitividade, só vai fortalecer as maratonas. Estou muito feliz em ter vencido e estar me sentindo competitivo, depois desses quatros anos fortes. Saio feliz e querendo treinar ainda mais para representar bem o Brasil – comentou Allan do Carmo.

                                                       


- Estou muito feliz e com a sensação de dever cumprido. A prova foi muito rápida, mas consegui me concentrar para atacar no fim. Me preparei bastante para buscar essas classificações, já tinha batido na trave algumas vezes, e com muito treino deu tudo certo. Agora quero representar bem o Brasil no Mundial – comentou Fernando Ponte.
Entre as meninas, Ana Marcela Cunha, da Unisanta, sagrou-se, mais uma vez, campeã da prova, ao completar a distância, em 57s47, e garantiu presença em todas as provas individuais do Mundial. Betina Lorscheitter, do Grêmio Náutico União, com 57m57, garantiu a medalha de prata e sua vaga na competição da FINA. Viviane Jungblut, também do Grêmio Náutico, que conquistou uma vaga na prova de dez quilômetros, completou a disputada de hoje, em 58s04, na terceira posição.


- Essa foi uma prova diferente do que eu estou acostumada. Sabia que as meninas vinham rápidas, desde o Maria Lenk, então se eu deixasse o ritmo mas fraco e puxasse no final, poderia arriscar muito. Quando fechamos a primeira volta eu puxei um pouco mais, e separamos o grupo. No final eu ainda estava na frente e quando as meninas chegaram eu consegui manter a frente. Não foi fácil, mas consegui a classificação nas três provas do Mundial – comentou Ana Marcela Cunha.


- Esse era meu objetivo. Tentei nos 10 e não consegui, então vim para essa prova muito determinada, treinei muito. Fiz uma estratégia de guardar mais na primeira volta e no final a cabeça ajuda bastante. Queria muito e consegui bater em segunda, em uma chegada bastante apertada. Estar nessa seleção é bem difícil, o Brasil te umas das seletivas mais fortes, mas agora estou dentro e quero brigar por um bom resultado, na Hungria – analisou Betina Lorscheitter.
No Mundial da Hungria serão disputadas as provas de 25, dez e cinco quilômetros, além do revezamento, prova que irá estrear na competição. Seguindo o critério estabelecido pela coordenação da modalidade, os atletas brasileiros que garantiram vaga para nadar os dez quilômetros, têm prioridade para disputarem também a etapa de 25 quilômetros. Já o revezamento, será definido pelo chefe de equipe, durante a competição, após avaliação técnica.


Os atletas classificados têm até segunda-feira, 15/05, para confirmarem a presença no Mundial. Allan do Carmo e seu treinador, Luis Rogério Arapiraca, estudam a possibilidade de atleta nadar somente uma, das duas provas, em que Allan se classificou. Caso abra mão de disputar os cinco quilômetros, em Budapeste, o Brasil irá levar o terceiro colocado da prova da mesma distância, realizada hoje.
A maior ausência da etapa foi a medalhista Olímpica do Brasil, Poliana Okimoto, bronze nos Jogos do Rio 2016. Poliana nadou somente a prova de dez quilômetros, no dia 11/05, em que ficou na terceira colocação.
Ainda na disputada dos cinco quilômetros, após contornar a última boia da primeira volta, Joanna Maranhão, atleta classificada para o Mundial de Budapeste, na modalidade natação, abandonou o percurso em Foz do Iguaçu. Após contato com outras nadadoras, Joanna preferiu se retirar da disputa, mas passa bem e acompanhou o restante da prova em terra firme.
Ainda na manhã deste sábado, uma hora após a largada do Campeonato Brasileiro, teve início a segunda etapa da Copa Brasil, de Maratonas Aquáticas. Realizada somente com provas de cinco quilômetros, a Copa Brasil, voltada para o desenvolvimento da modalidade, é dividida em 17 categorias.



O ex-nadador Olímpico Luis Lima, da equipe Gladiadores, do Rio de Janeiro, na categoria , foi o primeiro nadador a completar o percurso. Luis, que disputada a categoria Sênior C,> Luis também foi o primeiro a completar a prova, na primeira etapa, realizada no mês de março, em Porto Belo/SC.

Por Eliana Alves / Souza Santos / Mariana de Sá
Fotos Divulgação CBDA



Nenhum comentário: