sexta-feira, 19 de maio de 2017

QUATRO DECISÕES NO SEGUNDO DIA DO 47º TROFÉU BRASIL DE SALTOS ORNAMENTAIS


Rio de Janeiro / RJ – No segundo dia do 47º Troféu Brasil de Saltos Ornamentais mais quatro títulos foram conquistados, desta vez por três equipes, de três regiões do país, mas ainda com superioridade do Fluminense. A competição realizada no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro, segue até sábado, dia 20/05, com provas decisivas a partir das 9h. A competição é a última tentativa de índices para o Campeonato Mundial FINA de Budapeste, que será realizado em julho.
A plataforma sincronizada mista, disputada ainda pela manhã, e com bastante chuva, abriu a rodada de decisões da segunda etapa. Com 245 pontos somados, a dupla do Fluminense, Ingrid Oliveira e Luis Felipe Outerelo, garantiu a medalha de ouro, quinta da equipe na competição, até então. Kawan Pereira e Anna Lucia dos Santos, do CO Gama e Mackenzie / DF, respectivamente, ficaram com a segunda colocação, ao somarem 244,50. Gabriel e Raiane Silva, do Pinheiros, com 209,34 pontos, terminaram na terceira colocação.



- Esta tudo dentro do que trabalhamos. Essa competição é seletiva para o Mundial e estamos na busca pelo título e pelos índices. Já temos a Ingrid e o Ian com estas vagas, mas ninguém quer deixar de vencer a competição. Por isso, todos estão se esforçando para fazer o melhor pelo clube e estamos felizes com os resultados, de até o momento – Andreia Boheme
Na primeira prova da tarde, ainda embaixo de chuva, Tammy Galera, deu mais um título para o tricolor das Laranjeiras. Com 223,80 pontos, Tammy garantiu o ouro, no trampolim de um metro, tendo Luana Lira, do Grêmio Cief, da Paraíba, logo atrás, com 220,10. O bronze também foi para o Grêmio Cief, com Bruna Brunette, que somou 217,05.

Tammy Galera
Na sequência, foi a vez dos homens disputarem em dupla, a prova sincronizada da Plataforma. Desta vez, que levou o primeiro lugar foi o duo do Centro Olímpico do Gama, de Brasília, com Kawan Pereira e Luiz Felipe Moura, que somaram 318 pontos. A prata ficou com a dupla que representou o Brasil nos Jogos Olímpicos, Hugo Parisi e Jackson Rondinelli, atletas do Mackenzie e Pinheiros, respectivamente, com 311,22 pontos. O Fluminense, que pela primeira vez, na competição, não ficou com o ouro, não deixou de subir ao pódio e levou o bronze, com Luiz Felipe Outerelo e Renato Leite, com 279,90 pontos somados.
Foi bem emocionante, no começo achei que a gente ia perder, mas conseguimos recuperar. Não consegui controlar muito a ansiedade, mas estamos muito felizes – comentou Kawan Pereira.



Luis Felipe Moura, que junto com Kawan, fez parte da Seleção que disputou o Sul-Americano da modalidade, em abril passado, comentou como mais esta competição internacional ajuda no crescimento do atleta.
– A experiência lá foi importante, a gente ganha mais confiança e aprende mais técnica. Além de nos incentivar ainda mais para continuar e chegar mais longe ainda, quem sabe numa Olimpíada. Hoje fiquei acalmando ele (Kawan), que toda hora achava que a gente ia perder, e eu dizendo para ele relaxar. A gente saltava, acertava e aí ele ficava mais confiante.
No trampolim de três metros sincronizado, ultima prova do dia, Luana Lira e Bruna Brunnet, do Grêmio Cief, da Paraíba, conquistaram a medalha de ouro, com 238,26 pontos. A dupla do Fluminense, Ingrid Oliveira e Tammy Galera, com 219,00, garantiram a segunda colocação. Raiane Silva e Thais Rocha, com 212,01, levaram o Pinheiros ao terceiro lugar, fechando o pódio.
- Gostei muito da prova sincronizada, porque saltamos muito bem. Eu não fui bem de manhã (nas eliminatórias do trampolim 3m) e tive que focar e preparar meu psicológico para saltar bem agora, estou muito feliz. Consegui acertar agora os saltos que de manhã não entraram. Hoje nós não treinamos juntas, mas fizemos isso por nove anos e por isso conseguimos realizar saltos sincronizados no natural – comentou Bruna Brunnet.



Dupla de Bruna, Luana Lira, que disputou a final de Plataforma no Grand Prix de Porto Rico, no início do mês, comentou a experiência internacional.
- A experiência foi muito boa, sei que tenho que melhorar, mas gostei bastante. Errei algumas coisas que já estou treinando para ajeitar. Estou treinando em Brasília, há três anos, com toda estrutura adequada Hoje a prova foi dentro do que esperávamos, mesmo sem muito treino, fizemos movimentos bem sincronizados. Eu sempre procuro estar relaxada antes das provas – comentou Luana Lira
Com eliminatórias, desta segunda etapa, foram realizadas as provas individuais de Trampolim de três metros feminino e Plataforma masculina. No trampolim, Tammy Galera, do Fluminense, foi a atleta com maior pontuação, com 281,40 pontos. Na plataforma masculina, Isaac Souza, do Botafogo, passou para a decisão com 366,65 pontos somados.

Resultados Finais – Dia 19/05
Plataforma Sincronizada – Mista
1) Fluminense – Ingrid Oliveira e Luiz Felipe Outerelo – 245.10
2) CO Game e Mackenzie – Kawan e Anna Lucia dos Santos – 244,50
3) Pinheiros – Gabriel e Raiane – 209,34
Trampolim 1 metro Feminino
1) Tammy Galera – Fluminense – 223,80
2) Luana Lira – Grêmio Cief / PB – 220,10
3) Bruna Burnnet – Grêmio Cief / PB – 217,05
Plataforma Masculina Sincronizada
1) CO Gama – Kawan Pereira e Luis Felipe Moura – 318,99
2) Mackenzie e Pinheiros – Hugo Parisi e Jackson Rondinelli – 311,22
3) Fluminense – Luiz Felipe Outerelo e Renato Leite – 270,90

Por Eliana ALves / Souza Santos / Mariana de Sá
Site Original da notícia

Fotos Satiro Sodré

Nenhum comentário: