domingo, 3 de abril de 2016

BRASIL TEM NOITE ESPECIAL NO SUL AMERICANO ABSOLUTO DO PARAGUAI







A noite de sábado no Centro Aquático Nacional de Assunção trouxe muita emoção e boas perspectivas para a equipe do Brasil. Em uma etapa longa de finais, o Brasil conquistou mais 12 medalhas (6 ouros; 4 pratas; e 2 bronzes), totaliza agora 36 (17-10-9) e continua na liderança da competição, com 388 pontos. A Argentina segue na segunda posição, com 322 pontos, seguida pela Venezuela, com 198.50. A última etapa da Natação será neste domingo, dia 03/04, com eliminatórias a partir das 9h30 e finais às 18h, no horário local, uma a menos da hora de Brasília.
Em mais uma noite produtiva para as meninas do Brasil, o ouro e o recorde de campeonato dos 4x200m livre, 8m04s29, feito por Joanna Maranhão, Jessica Cavalheiro, Bruna Primati e Manuella Lyrio embalaram a forte campanha da delegação. O Brasil já está classificado para disputar esta prova no Rio 2016. Mas, este resultado ajudou o país a assumir a liderança, também na pontuação feminina, com 190,5 pontos, contra 169, somados pelas argentinas. 
No masculino, o Brasil também lidera, com 179,5 pontos, tendo a Venezuela em segundo, com 132 pontos. Na disputa entre os homens do 4x200m livre, em que o Brasil ainda tenta a  vaga para a Olímpiada do Rio, o ouro ficou com o quarteto brasileiro, Giovanny Lima, Leonardo de Deus, Brandonn Almeida e Luiz Altamir, com 7m24s42, depois da desclassificação do time argentino.
Na primeira dobradinha brasileira da etapa, Etiene Medeiros precisou de 54s83 para garantir o ouro, sua quarta vitória na competição. A prata ficou com Manuella Lyrio, que registrou o tempo de 55s07. Com esta medalha, Manu somou seu quinto pódio, nesta edição de sul-americano. O terceiro lugar foi de Isabella Arcila, da Colômbia, com 56s55.
- Hoje foi um dia muito bom, porque quanto mais brasileiros estiverem no pódio é melhor para o nosso esporte. Na prova do costas, com a Ana Giulia, eu pude reviver a sensação que tive em meu primeiro sul-americano, em 2008, quando fui ao mesmo pódio que a Fabiola – comentou Etiene.
Isto porque, logo na sequência, Etiene voltou a piscina para a decisão dos 50m costas, tendo ao lado a caçula do Brasil, Ana Giulia Zoerta. Etiene sentiu o cansaço da prova livre, mas com 28s17, levou a medalha de prata. Mas, como a noite estava dourada para as mulheres brasileiras, Ana Giulia, de 15 anos, enfrentou a final, fez 28s98, e conquistou sua primeira medalha defendendo a seleção absoluta do Brasil, empatada com a venezuelana Jeserik Pinto.
- Eu estou treinando muito forte para conseguir melhorar meus tempos, mas não imaginava conseguir tão rápido. Nadar uma final pelo Brasil ao lado de nadadores tão fortes, como a Etiene, já era um sonho, mas subir no mesmo pódio que ela, foi inesquecível. Estou muito feliz. O clima da seleção é muito favorável para conseguir bons resultados. Meu treinador disse que eu iria melhorar. Mas, ainda assim estou surpresa. Tudo vem acontecendo muito rápido, quero aproveitar e continuar crescendo – comentou a emocionada Ana Giulia. 
Com 15 anos, a atleta comentou o fato de ser a mais nova da equipe. “No começo fiquei mais tímida, mas não é por ser nova que não preciso me esforçar. Vim aqui para nadar o meu melhor, para mim e para o Brasil”.
Nos 100m livre, entre os homens, o ouro ficou com o argentino, Federico Grabich, medalhista de bronze no Mundial de Kazan 2015. Grabich venceu a prova em 49s59, seguido de perto pelo venezuelano, Cristian Quintero, com 49s69. Guido Buscaglia, da Argentina, 49s98, completou o pódio. O melhor brasileiro da noite foi Pedro Spajari, com 50s12, na quarta colocação. Alan Vitória, com 50s29, veio logo em seguida.
Nos 50m costas, Guilherme Guido (25s74) e Fabio Santi (25s85) garantiram mais um primeiro e terceiro lugares para a seleção. Guido, que possui índice para a prova olímpica dos 100m, comentou sua atuação desta noite. “Nós estamos mais focados na prova dos 100, mas é muito bom poder ajudar o Brasil. Não passei forte, nem cheguei perto da minha melhor marca, mas o resultado está dentro do planejado. Gosto de nadar antes de uma competição mais forte e vamos confiante para o Maria Lenk”.
Nos 50m borboleta foi a vez de Daiene Dias e Daynara de Paula levarem o Brasil aos dois primeiros lugares do pódio. Nadando na raia três, Daiene Dias, em sua primeira final na competição, liderou a prova de uma ponta a outra da piscina, e levou o ouro com 26s53, sua melhor marca. Daynara de Paula veio logo atrás, com 26s68. O bronze foi de Maria Diaz, 27s37, da Argentina. 
- Eu sabia que só iria nadar nos últimos dois dias e tinha que manter a concentração. Aproveitei para treinar e acertar alguns detalhes, porque a competição principal é o Maria Lenk. Mas a prova encaixou muito bem, deu tudo certo e consegui fazer minha melhor marca – comentou Daiene Dias.
Entre os homens, Henrique Rodrigues melhorou a marca feita na eliminatória, mas, com 24s66, conquistou a sexta colocação. O ouro ficou Santiago Grassi (24s03), da Argentina, seguido por Benajamin Hocki (24s10), do Paraguai, e Marcos Barale (24s17), também argentino.
Um dos destaques da equipe brasileira, Brandonn Almeida, fez sua estreia na competição conquistando o ouro dos 400m medley, com 4m17s78. “Fiz um bom tempo e saio satisfeito com o resultado. Planejamos  que até 4m20s, seria um bom tempo e estaria dentro do nosso cronograma, para esta fase de treinamento”. 
Brandonn, de 19 anos, é recordista mundial junior desta prova (4m14s07), e comentou a importância dos resultados. “Conseguir nadar bem aqui é muito importante para chegar forte no Maria Lenk. Não estou planejando polir muito, só descansar um pouco. Ainda estou treinando forte e quero nadar de novo para o índice dos 400m medley e buscar o tempo nos 1500m livre”.
No feminino, Joanna Maranhão, com 4m43s31, conquistou a segunda colocação da prova que foi vencida pela argentina Virginia Bardach (4m42s62). Bruna Primati, com 4m53s04, terminou na quarta posição. As brasileiras não tiveram tempo de comemorar, pois, logo em seguida, completaram o time do revezamento 4x200m livre.
Delegação Brasileira
Atletas: Alan Vitória, Ana Giulia da Faria, Brandonn de Almeida, Bruna Primati, Daiene Dias, Daynara de Paula, Etiene Medeiros, Fabio Santi, Gabriela Mello, Gabriela Rocha, Giovanny Lima, Graciele Herrmann, Guilherme Guido, Henrique Barbosa, Henrique Rodrigues, Icaro Pereira, Jessica de Bruin Cavalheiro, Joanna Maranhão, Leonardo de Deus, Luiz Altamir Melo, Manuella Lyrio, Natalia de Luccas, Nathália Almeida, Pamela Alencar Souza, Pedro Spajari e Raphael Rodrigues
Equipe Multidisciplinar: Alberto Silva, Fernando Vanzella, André Luis Ferreira, Carlos Matheus – Treinadores. Médica: Karina Hatano. Fisioterapeuta: Rafael de Oliveira. Massoterapeuta: Vagner do Nascimento. Biomecânico: Manoel Moraes. Chefe de equipe: Carlos Camargo.
Resultados - Dia 02/04
100m Livre Fem – 1) Etiene Medeiros – Brasil – 54s83 / 2) Manuella Lyrio – Brasil – 55s07 / 3) Isabella Arcila – Colômbia – 56s55
100m Livre Masc – 1) Federico Grabich – Argentina – 49s59 / 2) Cristian Quintero – Venezuela – 49s69 / 3) Guido Buscaglia – Argentina – 49s98 / 4) Pedro Spajari – Brasil – 50s12 / 5) Alan Vitória – Brasil – 50s29
50m Costas Fem – 1) Andrea Berrino – Argetina – 28s11 / 2) Etiene Medeiros – Brasil – 28s17 / 3) Ana Giulia Zortea – Brasil e Jeserik Pinto – Venezuela – empatadas com 28s98
50m Costas Masc – 1) Guilherme Guido – Brasil – 25s74 / 2) Robinson Molina – Venezuela – 25s74 / 3) Fabio Santi – Brasil – 25s85
50m Borboleta Fem – 1) Daiene Dias – Brasil – 26s53 / 2) Daynara de Paula – Brasil – 26s68 / 3) Maria Diaz – Argentina – 27s37
50m Borboleta Masc – 1) Santiago Grassi – Argentina – 24s03 / 2) Benjamin Hockin – Paraguai – 24s10 / 3) Marcos Barale – Argentina -  24s17 / 6) Henrique Rodrigues – Brasil – 24s66
400m Medley Fem – 1) Virginia Bardach – Argentina – 4m42s62 / 2) Joanna Maranhão -  Brasil – 4m43s31 / 3) Florencia Perotti – Argentina – 4m50s27 / 4) Bruna Primati – Brasil – 4m53s04
400m Medley Masc – 1) Brandonn Almeida – Brasil – 4m17s78 / 2) Carlos Omaña – Venezuela – 4n23s11 / 3) Marias Lopez – 4m27s23 / 4) Icaro Pereira – Brasil – 4m28s75
4X200m Livre Fem – 1) Brasil – Joanna Maranhão, Jessica Cavalheiro, Bruna Primati e Manuella Lyrio – 8m04s29 / 2) Peru – 8m18s85 / 3) Colômbia – 8m19s51
4X200m Livre Masc – 1) Brasil – Giovanny Lima, Leonardo de Deus, Brandonn Almeida e Luiz Altamir – 7m24s42 / 2) Venezuela – 7m25s69 / 3) Colômbia – 7m37s02

Programação
Dia 03/04
100m Borboleta Fem – Daiene Dias e Daynara de Paula
100m Borboleta Masc – Leonardo de Deus e Henrique Rodrigues
200m Peito Fem – Ana Giulia Zortea e Pamela Alencar
200m Peito Masc – Raphael de Oliveira e Henrique Barbosa
800m Livre Fem – Bruna Primati
1500m Livre Masc
4X100m Medley Fem
4X100m Medley Masc
Mariana de Sá

4x200m livre - Brandonn, Luiz Altamir, Leo de Deus e Giovanny Lima - Fotos: Satiro Sodré / SSPress / CBDA
Brandonn Almeida - Foto: Satiro Sodré / SSPress / CBDA
Daiene Dias - Foto: Satiro Sodré / SSPress / CBDA
Manuella Lyrio  e Etiene Medeiros - Fotos: Satiro Sodré / SSPress / CBDA
Guilherme Guido - Foto: Satiro Sodré / SSPress / CBDA
Etiene Medeiros e Ana Giulia - Foto: Satiro Sodré / SSPress / CBDA



NÃO PODEMOS AJUDAR A TODOS, MAS TODOS PODEM AJUDAR ALGUÉM. 
CONTRIBUA COM O BLOG FRANCISSWIM ESPORTES AQUÁTICOS




O QUE ACONTECE DE NOTÍCIA NO MUNDO DOS ESPORTES AQUÁTICOS VOCÊ LÊ PRIMEIRO AQUI - BLOG FRANCISSWIM 320.000 VISUALIZAÇÕES / MÊS NA WEB



http://www.kickante.com.br/campanhas/blog-francisswim-esportes-aquaticos










































Nenhum comentário: