sábado, 14 de fevereiro de 2015

6º MEETING INTERNACIONAL DA POVOA DE VARZIM – PORTUGAL



O programa do VI Meeting Internacional da Póvoa de Varzim já se encontra disponível. A prova, que se realiza na Piscina Municipal no próximo fim-de-semana, permite a obtenção de mínimos para os Campeonatos do Mundo de piscina longa, em Kazan (Rússia) no mês de agosto, cujo “passaporte” já foi adquirido por Diogo Carvalho e Alexis Santos.
Em competição vão estar 439 atletas (232 masculinos e 207 femininos) em representação de 42 equipas.
O olímpico espanhol Marcos Rivera Miranda (CN Palma de Mairoca) é o destaque estrangeiro da prova. Ana Rodrigues (Associação Estamos Juntos), olímpica em Londres-2102, é a principal figura portuguesa, a par de nomes como Luís Vaz (Famalicão), André Gonçalo Santos (Leixões), Ana Catarina Monteiro (Fluvial Vilacondense) e Tamila Holub (Sp. Braga).
No sábado e domingo, as eliminatórias são às 09h00 e as finais às 16h00.
O VI Meeting Internacional da Póvoa de Varzim é organizado pela ANNP, em parceria com a autarquia local e Varzim Lazer.

PÓVOA DE VARZIM
Póvoa de Varzim é uma cidade portuguesa na Região Norte e sub-região do Grande Porto. Situada numa planície costeira arenosa, a meio caminho entre os rios Minho e Douro. É povoada por 40 053 habitantes na área urbana, num total de 63 408 habitantes no município na altura do censo de 20111 . Embora a cidade expandiu-se, a sul, para Vila do Conde, havendo uns 100 000 habitantes na aglomeração urbana. É a sétima maior aglomeração urbana em Portugal e a terceira do Norte. É um dos polos urbanos do Norte de Portugal e centralidade dos concelhos vizinhos de Vila do Conde e Esposende.2
As primeiras populações fixaram-se no seu território entre quatro a seis mil anos atrás. Por volta de 900 a.C., a instabilidade na região levou à fundação de uma cidade muralhada, a Cividade de Terroso, que desenvolveu rotas de comércio marítimo com as civilizações da antiguidade clássica. A Póvoa de Varzim moderna emergiu depois da conquista da cividade pela República Romana por volta de 138 a.C., a pesca e unidades de processamento de peixe desenvolveram-se pouco depois, constituindo as bases da economia local. Pelo século XI, a indústria pesqueira e campos férteis formaram a base de um senhorio feudal e Varzim foi ferozmente disputada entre os senhores locais e os primeiros réis de Portugal, o que levou à criação do município em 1308 e ser submetida ao poder monástico medieval poucos anos depois. A importância da Póvoa de Varzim reemergiu com a Época dos Descobrimentos devido à competência e riqueza dos seus construtores navais e navegantes, que negociavam à volta do mundo em rotas comerciais complexas. Pelo século XVII, a indústria de transformação de pescado tomou novo alento e, algum tempo mais tarde, a Póvoa tornou-se no porto pesqueiro dominante no Norte de Portugal.3 4
A cidade da Póvoa de Varzim é uma reconhecida praia balnear desde há três séculos, a mais popular no Norte de Portugal,3 o que instituiu uma cultura literária influente e patrocínio na música e no teatro. É uma das poucas zonas de jogo legal em Portugal e possui industrias têxtil e alimentar significativas.3 A cidade mantém uma identidade cultural própria, uma cozinha piscatória rica e tradições antigas, tais como siglas poveiras, a técnica agrícola das masseiras e festas.




O QUE ACONTECE DE NOTÍCIA NO MUNDO DOS ESPORTES AQUÁTICOS VOCÊ LÊ PRIMEIRO AQUI - BLOG FRANCISSWIM 320.000 VISUALIZAÇÕES / MÊS NA WEB














Nenhum comentário: