segunda-feira, 6 de abril de 2015

NADADORAS COMEÇAM BEM COM CINCO ÍNDICES E RECORDE SUL-AMERICANO NO TROFÉU MARIA LENK 2015


O Campeonato Brasileiro Absoluto – Troféu Maria Lenk 2015 começou com as mulheres em grande forma, com dois índices pro Mundial de Kazan e três pro Mundial Junior. Na primeira prova do programa, os 200m livre, Larissa Oliveira, do Pinheiros, carimbou passaporte para o Mundial dos Esportes Aquáticos de Kazan, em agosto, e ainda bateu o recorde brasileiro e sul-americano, com 1m58s53. As eliminatórias desta terça-feira começam às 9h00 e as finais a partir das 17h00. A competição segue até sábado, 11/04.
Larissa superou os 1m59s52, que pertenciam a Manuella Lyrio, também do Pinheiros, desde o Mundial dos Esportes Aquáticos de Barcelona, em 2013. Com 1m58s74, Manuella, segunda colocada na prova da final desta segunda-feira, também fez índice para o Mundial da Federação Internacional de Natação. O tempo a ser batido para o Mundial da FINA era 1m58s93.
- Vim preparada pra cá e pensando em sair feliz. Treino com a Malu e já sabíamos que se acertássemos o que fizemos no treino, o recorde sul-americano iria cair. É muito pela cabeça. E vejo uma galera forte nesta prova, com a Gabi Roncatto, da nova geração, e que também é do Pinheiros. E ainda a Jéssica Cavalheiro e outros que estão surgindo – disse Larissa.
A final A dos 200m livre feminino teve ainda três atletas com tempos para o Mundial Júnior de Cingapura, que acontecerá também em agosto deste ano. Gabrielle Roncatto, do Pinheiros, fez 2m01s68 e melhorou a marca que já possuía. Maria Paula Heitmann, do Minas Tênis, fez 2m02s37 pela manhã e conseguiu baixar um centésimo à tarde, 2m02s36, mas ambas foram superadas por Rafaela Raurich, do Curitibano, que fez 2m01s44 na final B. O índice para o Mundial de Cingapura era 2m03s44. Assim como a competição adulta, no Mundial adulto disputam no máximo duas atletas por prova de cada país.
Nos 200m livre masculino Nicolas Oliveira retornou às provas depois de sete meses parado devido a uma lesão e venceu melhorando o índice que estabeleceu pela manhã. Na final ele marcou 1m47s45.
- Eu queria chegar perto dos meus melhores tempo e estou conseguindo. Fiquei sete meses sem competir. Tive uma lesão séria no cotovelo e estou desde setembro do ano passado sem competir. Então isso é sinal de que o trabalho está sendo feito corretamente. Foi preciso muita adaptação pra eu conseguir voltar e estar competindo agora. Eu sou um cara que sou a favor de ter uma seletiva só pras principais competições. Adoro essa emoção, adrenalina, essa hora da verdade. Olimpíada é assim e a gente tem que estar acostumado – disse
Nas provas de 100m costas. Guilherme Guido, do Pinheiros, foi o campeão com 54s56. Guido já possuía índice para o Mundial feito no Torneio Open, em dezembro, 53s73. Thiago Pereira, embora não tenha feito o índice é o segundo melhor da prova e já anunciou que deve disputá-la.
- Não é uma prova que eu estou ligando muito. Eu queria era estar dentro da equipe do Pan-Americano porque é uma das provas que eu espero estar brigando por medalha novamente, pois fui campeão nela no Pan de 2011. Infelizmente não fiz o índice, mas fiquei como segundo brasileiro e alcancei também o 4x200m livre. Já são duas provas pro Pan. Vai ter aí uma longa semana. Hoje é só segunda-feira. Estou empolgado e feliz por estar no Minas novamente depois de cinco anos – disse.
No feminino, Etiene Medeiros, do Sesi/SP, fez 1m00s61, venceu a prova ficou por pouco distante do tempo para Kazan (1m00s25). Ela também possui tempo para nadar o Mundial feito no Torneio Open, em dezembro de 2014, mas nos 50m costas.
- Não estou conseguindo fazer 59s, mas não vou desistir. Eu gostei muito dessa prova. Estou trabalhando muito os detalhes dela, falta alguma coisa, mas está perto. A gente sabe o que aconteceu na prova porque a gente tem um biomecânico lá em cima que sabe todos os detalhes. Entrada, virada... Mas é difícil. Esporte é assim. A gente erra, acerta e vai trabalhando. Vai sair naturalmente – explicou.
Na prova mais longa da natação, os 1500m livre, desta vez Poliana Okimoto, da Unisanta, e Ana Marcela Cunha, do Sesi/SP, foram superadas pela equatoriana  Samantha Salinas, nadando pelo Fluminense. A nadadora do clube tricolor ganhou o ouro com 16m33s35 e foi seguida por Poliana (16m39s23) e Ana Marcela (16m51s48).
Nos revezamentos 4x50m livre o Minas Tênis venceu com o time formado por Alan Vitória, Felipe Martins, Cesar Cielo Filho e Ítalo Duarte. Eles marcaram 1m27s61. O Pinheiros foi o segundo, 1m28s28, com Bruno Fratus abrindo com 22s22 abaixo do índice 22s25, mas ele possui 21s41 feitos no Open de dezembro.
- Eu tento não ser o cara que fica falando muito. Tento liderar pelo exemplo mesmo. A gente se dá super bem, treina junto e desde que eu cheguei no Minas a gente criou uma relação muito bacana. Ganhar o revezamento junto é muito bom. Foi um bom primeiro passo para a primeira semana. Vamos ver se conseguimos recuperar essa primeira etapa em que o Pinheiros mandou bem e tentar virar o jogo – disse Cielo.
Pinheiros sai na frente – O recorde sul-americano de Larissa Oliveira e sua bonificação de 70 pontos ajudaram o Esporte Clube Pinheiros a sair na frente na primeira etapa do Troféu Maria Lenk, com 469 pontos. O Minas Tênis Clube está em segundo, com 298 pontos e a Unisanta em terceiro (216), seguido de perto pelo Corinthians (214).
Atenção!As finais da competição serão transmitidas pela TV CBDA de segunda a quarta-feira (6 a 8/04). A Sportv transmite de quinta a sábado (9 a 11/04).
Resultados Finais – 1ª Etapa - 6/04/15
200m Livre Fem – 1) Larissa Oliveira – Pinheiros – 1m58s53 – RS e RB / 2) Manuella Lyrio – Pinheiros – 1m58s74 / 3) Jessica Cavalheiro – Sesi/SP – 2m00s46

200m Livre Masc – 1) Nicolas Nilo – Minas Tênis – 1m47s45 / 2) João de Lucca – Pinheiros – 1m48s17 / 3) André Pereira – Grêmio Náutico União – 1m49s49

 100m Costas Fem – 1) Etiene Medeiros – Sesi/SP – 1m00s61 / 2) Andrea Berrino – Unisanta – 1m02s21 / 3) Natalia de Luccas – Corinthians – 1m02s66

100m Costas Masc – 1) Guilherme Guido – Pinheiros – 54s56 / 2) Thiago Pereira – Minas Tênis – 54s92 / 3) Vitor Guaraldo – Pinheiros – 55s00

 1500m Livre Fem – 1) Samantha Arevalo – Fluminense – 16m33s35 / 2) Poliana Okimoto – Unisanta – 16m39s23 / 3) Ana Marcela Cunha – Sesi/SP – 16m51s48

4x50m Livre Masc – 1) Minas Tênis – Alan Vitória, Felipe Martins, Cesar Cielo e Italo Duarte – 1m27s61 / 2) Pinheiros – Bruno Fratus, Marcelo Chierighini, João de Lucca e Gabriel Santos – 1m28s28 / 3) Unisanta – Nicholas Santos, Felipe Messias, Matheus Santana e Thiago Sickert – 1m29s08

4x50m Livre Fem – 1) Sesi/SP – Priscila de Souza, Etiene Medeiros, Jessica Cavalheiro e Daynara de Paula – 1m41s03 / 2) Minas Tênis – Lorrane Ferreira, Roberta Albino, Daiene Dias e Daiane Becker – 1m42s00 / 3) Pinheiros – Larissa Oliveira, Julia Nilton, Luana Ribeiro e Gabriele Roncatto – 1m43s06
Eliana Alves / Souza Santos / Mariana de Sá

Foto: Satiro Sodré, SSPress





O QUE ACONTECE DE NOTÍCIA NO MUNDO DOS ESPORTES AQUÁTICOS VOCÊ LÊ PRIMEIRO AQUI - BLOG FRANCISSWIM 320.000 VISUALIZAÇÕES / MÊS NA WEB














Nenhum comentário: