sexta-feira, 10 de abril de 2015

ENTREVISTA COM O NADADOR DO GNU MATHEUS EVANGELISTA


Matheus Emerim Evangelista, 22 anos, nasceu em 26 de novembro de 1992, em Porto Alegre/RS, começou a nadar aos 7 anos, no Grêmio Náutico União. Foi vice campeão Sul-americano Juvenil (10km), 3º colocado Jogos Sul-americanos de Praia (10km), Campeão Brasileiro de Maratonas Aquáticas (Infantil, Juvenil, Júnior), Campeão Brasileiro de maratonas Aquáticas Absoluto e 7º colocado FINA OWS Grand Prix 2014.

Como você se motiva para competir?
Minha motivação vem da busca em conquistar sempre melhores colocações, melhores desempenhos e, sobretudo, me vencer; só assim consigo estar alinhado com o objetivo maior de ser campeão do mundo.


Como é sua rotina de treinos no GNU?
10 seções semanais de treinos na água: de segunda a sábado, sendo segunda, terça, quinta e sexta pela manhã e a tarde e 4 seções de treino físico fora d'agua.


Você tem ajuda da tua família?
Total apoio, são meu alicerce e meus maiores incentivadores.


Quem você gosta de acompanhar na natação de outros países?
Costumo acompanhar os torneios europeus de maratonas.


Dos lugares que conheceu pela natação, qual foi mais interessante?
Sérvia em 2011. Foi a primeira vez que fui para o leste europeu, numa cultura diferenciada, além de ter estado em um local que foi praça de guerra anos antes e ainda com vestígios destes episódio. 

O que você pode falar da Maratona Capri-Napoli? Como foi a experiência lá?
A primeira participação foi a realização de um sonho, tanto pelo local, sua beleza e história, quando pela tradição e importância da prova, alem de ter sido minha estreia nas provas de longas distâncias. Nas seguintes participações, a empolgação e expectativa só aumentaram. É uma prova com grau de dificuldade muito elevado, técnica e um pouco traiçoeira. Elaborar uma estratégia é sempre uma tarefa longa.


Tens algum plano para o futuro?
Continuar crescendo, tanto dentro quanto fora d'água.


Como bom fundista acredito que você goste de treinar. Você sempre foi fundista?
Desde pequeno pedia para nadar as provas mais longas das competições, insisti bastante para participar de maratonas, por serem provas maiores do que as de piscina. Ainda continuo a buscar sempre as provas mais longas!


Como é sua relação com o Samuel de Bona, seu companheiro de treino?
Somos colegas de equipe, de treino e competições há muitos anos. Temos características diferentes o que estimula a competitividade e o crescimento. Crescemos muito juntos e firmamos uma grande amizade.


Você gosta de nadar outro estilo?
Nas categorias de base costumava competir as provas de fundo e o 400 Medley. Gostava de nadar, hoje gosto de assistir! 


O que você pensa fazer após parar de nadar ou alguma mudança depois disso?

Tenho convicção que vou ficar ligado ao esporte. Recentemente me formei em Administração, no IPA, e a gestão no esporte é uma área ainda carente da atuação de especialistas com "conhecimento de causa".



O QUE ACONTECE DE NOTÍCIA NO MUNDO DOS ESPORTES AQUÁTICOS VOCÊ LÊ PRIMEIRO AQUI - BLOG FRANCISSWIM 320.000 VISUALIZAÇÕES / MÊS NA WEB















Um comentário:

PedroEvan disse...

Excelente entrevista, com um atleta exemplo de pessoa, perseverança e personalidade. O GNU esta de parabéns com esse jovem. A internacionalização do Clube tem se beneficiado muito com as competições em que esse jovem compete. Parabéns ao blogh e ao atleta.