domingo, 23 de abril de 2017

COM CAMPANHA HISTÓRICA BRASIL MANTÉM HEGEMONIA E É CAMPEÃO SUL-AMERICANO JUVENIL DE NATAÇÃO


Foto: CBDA/Divulgação
Cali / COL – Com 2512 pontos a Seleção Brasileira Juvenil de Natação conquistou o título do Campeonato Sul-Americano da categoria. Com a maior delegação do torneio, o Brasil superou em mais de 500 pontos a segunda colocada, Argentina, que somou 1912. Em terceiro ficaram os colombianos, com 1507. Realizada na Colômbia, nas piscinas Pan-Americanas da cidade de Cali, a competição reuniu 280 atletas, divididos nas categorias A, até 15 anos, e B, de 16 e 18. A delegação do Brasil somou 107 medalhas: 46 de ouro, 37 de prata e 24 de bronze, mais que o dobro da seleção argentina, que somou 58 medalhas, batendo o recorde de medalhas em uma mesma edição.
- Foi uma campanha muito boa. A piscina, o clima e a organização do evento ajudaram. A CBDA fez um grande esforço pra trazer a gente pra cá com estrutura e qualidade e aqui os atletas corresponderam. Uma boa parte está treinando para o Maria Lenk, mas a maioria conseguiu se superar, mesmo nas adversidades, fazer várias marcas boas. O coletivo do Brasil foi muito forte, conquistamos o número recorde de medalhas, vários recordes, ou seja, resultados bem significativos. Apesar de ser a primeira seleção e viagem internacional para muito deles, a competição foi visto com seriedade, o que resultou nos bons resultados, além da integração deles – analisou Danilo ***.
Somente na última etapa, disputada neste sábado, 22/04, a seleção brasileira conquistou nove medalhas de ouro. O Brasil liderou também a pontuação por categorias. No Juvenil A, o time somou 1269 pontos, contra 994, da segunda colocada, Argentina. A vantagem foi ainda maior no juvenil B. Os brasileiros registraram 1243 pontos, e os argentinos, na segunda colocação, somaram 918.


FOTO SATIRO SODRÉ
Na divisão de sexo o Brasil também esteve na vantagem. O time masculino, contou com 22 nadadores, somou 1201 pontos. No feminino o domínio também total do Brasil. Com 24 atletas, o Brasil chegou a marca de 1167, mostrando a força e a evolução da natação feminina, também nas categorias de base.
Camila Lopes, que abriu o revezamento campeão do Brasil, nos 4x100m medley, ultimo prova feminina do torneio, comentou um pouco sobre as emoções vivadas em Cali.
- É sempre bom conquistar mais uma medalha. Todo mundo nadou muito bem, durante toda a competição e o time está de parabéns. O Sul-Americano é importante e bastante disputado. Estamos aqui para criar mais uma pagina desta história. Está foi minha primeira seleção (juvenil) e a ultima também. Nunca tinha vivido uma experiência como essa. Adorei – comentou Camila Lopes, dona de quatro medalhas de ouro.

FOTO SATIRO SODRÉ
O último nadador brasileiro a se molhar, nas piscinas pan-americanas da Colômbia, foi Breno Correia. Breno fechou o revezamento 4x100m medley do Brasil e faturou mais uma medalha de ouro para o país.
- Estou muito feliz. A gente sempre sonha bastante, mas mesmo assim ficamos surpresos quando eles se tornam realidade. Saio muito satisfeito com meu resultado e o da equipe. Este é a minha primeira experiência internacional, por seleção de categoria, e tudo aqui me serve de mais inspiração – analisou Breno Correia que somou oito medalhas, sendo sete de ouro e uma de prata.


FOTO SATIRO SODRÉ
A seleção que competiu este sul-americano, assim como visto nas edições anteriores, contou com o apoio de uma equipe multidisciplinar, assim como acontece nas viagens internacionais das seleções absolutas.


FOTO SATIRO SODRÉ
- A participação da equipe brasileira foi espetacular. Tivemos resultados expressivos, com muito atletas fazendo seus melhores tempos. A comissão técnica e o suporte multisciplinar trabalhou muito, sempre com qualidade. Os nadadores tiveram os melhores suportes e eles corresponderam. Sabemos que os atletas que hoje são destaques já passaram por esta competição. Hoje foi a vez deles e conseguiram aproveitar. Fico muito feliz de estar aqui e vivenciar mais este momento.


FOTO SATIRO SODRÉ
Resultados  (dia 22/04)
100m Borboleta Fem. Juv. A – 1) Anicka Kotek – EQU – 1m03s04 / 2) Mariagracia Nole – PER – 1m04s54 / 3) Sofia Rondel – Brasil – 1m05s17 / 4) Giulia Carvalho – Brasil – 1m05s17
100m Borboleta Masc. Juv. A – 1) Victor Baganha – Brasil – 57s29 / 2) Samuel Riveira p COL – 58s64 / 3) Wander Lucas – Brasil – 58s74
100m Borboleta Fem. Juv. B – 1) Clarissa Rodrigues – Brasil – 101s14 / 2) Luanna Oliveira – Brasil – 1m01s78 / 3) Maria Clara Mantilla – COL – 1m02s33
100m Borboleta Masc. Juv. B – 1) Matheus Gonche – Brasil – 54s69 / 2) Marco Tulio Santos – Brasil – 55s03 / Gabriel Santander – CHI – 55s81

200m Peito Fem. Juv. A – 1) Maria Selene – ARG – 2m38s10 / 2) Raphaela Franco – Brasil – 2m41s21 / 3) Victori Oreskovic – ARG – 2m44s57 / 4) Nichelly Lysy – Brasil – 2m44s57
200m Peito Masc. Juv. A – 1) Dante Etchepare – ARG – 2,27s70 / 2) Felipe Lancha – ARG – 2m27s99 / 3) Nicollas de Souza – Brasil – 2m30s19 / 4) Rafael Pires – Brasil – 2m31s80
200m Peito Fem. Juv. B – 1) Lorena Silva – Brasil – 2m35s99 / 2) Bruna Leme – Brasil – 2m37s56 / 3) Magdalena Metti – ARG – 2m39s29

200m Peito Masc. Juv. B – 1) Leonardo Gomes – ARG – 2m21s62 / 2) Santiago Bergliaffa – ARG – 2m22s75 / 3) Santiago Diaz – URU – 2m26s12 / 5) Luiz Gabriel Silva – Brasil – 2m28s80 / 7) Luan Sirilo – Brasil – 2m31s31
800m Livre Fem Juv. A – 1) Laura Paludo – Brasil – 9m17s97 / 2) Samantha Soriano – PER – 9m27s94 / 3) Ana Paula Behr – Brasil – 9m28s79
800m Livre Fem Juv. B  - 1) Delfina Pignatiello – ARG – 8m43s02 / 2) Delfina Dini – ARG – 8m54s74 / 3) Maria Alejandra Garcia – PER – 8m55s02 / 6) Aricia Peree – Brasil – 9m07s78 / 7) Leticia Rodrigues – Brasil – 9m09s41

Rev. 4x100m Medley Fem. Juv. A – 1) Brasil – Fernanda Celidonio, Laura Paludo, Sofia Rondel e Aime Lourenço – 4m24s66 / 2) Argentina – 4m27s20 / 3) Colômbia – 4m30s70
Rev. 4x100m Medley Masc. Juv. A – 1) Brasil – Gabriel Costa, Rafael Pires, Victor Baganha e Murilo Sartori – 4m00s49 / 2) Argentina – 4m04s20 / 3) Uruguai -  4m09s60
Rev. 4x100m Medley Fem. Juv. B – 1) Brasil – Camila Lopes, Ana Vieira, Clarissa Rodrigues e Camila Mello – 4m15s59 / 2) Argentina – 4m23s03 / 3) Colômbia – 4m23s10
Rev. 4x100m Medley Masc. Juv. B – 1) Brasil – João Paulo Andrade, Luis Gabriel, Matheus Gonche e Breno Correa – 3m50s97 / 2) Colômbia – 3m54s39 / 3) Chile – 3m54s86
Atletas do Brasil:
Juvenil A – nadadores até 15 anos
Fem: Sofia Rondel, Laura Paludo, Ana Paula Behr, Fernanda Celidônio, Marcella Ribeiro, Aime Lourenço, Nichelly Lysy, Victoria Bastos, Cibelly Martins, Alexia Assunção, Raphaela Franco, Giulia Carvalho
Masc: Murilo Sartori, Victo Barganha, Wander de Sousa, Lincoln Cunha, Gabriel da Costa, Vinicius Kohns, Lucas Brites, Caio França, Rafael Pires, Avelar Hostalicio, Nicolas de Souza
Juvenil B – Nadadores de 16 a 18 anos
Fem: Camila Lopes, Clarissa Rodrigues, Leticia Rodrigues, Ana Carolina Vieira, Isabel Fagundes, Aricia Peree, Luanna de Oliveira, Bruna Leme, Victoria de Moura, Lorena de Silva, Camila Mello, Beatriz e Silva
Masc: Breno Correia, Lucas Peixoto, João Paulo de Andrade, Matheus Gonche, Luan Sirilo, Marcelo Araujo, Marco Santos, Luiz Gabriel da Silva, Arthur Reis, Kayky Mota, Bruno Guerra

Equipe Multidisciplinar
Amauri Machado  - Chefe de Equipe; Danilo Lima, André Cordeiro, Paulo Augusto Prado, Luis Flávio Provençano – Técnicos Oficiais; Dr.José Augusto – Médico; Marwan Lopes - Fisioterapeuta; Vagner Nascimento – Massoterapeuta.

FONTE CBDA Mariana de Sá
FOTOS SATIRO SODRÉ



Nenhum comentário: