sábado, 22 de abril de 2017

BRASIL CHEGA A 20 MEDALHAS NO SUL-AMERICANO JUVENIL DE SALTOS ORNAMENTAIS


Foto Rebeca Maria - Fotos: Satiro Sodré SSPress / CBDA
Cali / COL – Faltando apenas uma etapa para o fim do Campeonato Sul-Americano Juvenil de Saltos Ornamentais, a seleção brasileira já superou, em número de medalhas, a edição anterior, de Lima – 2015. Ao todo a equipe soma 20 medalhas, sendo seis ouros, sete pratas e sete bronzes. Na edição passada, o saldo foi de 12 no total, sendo quatro de cada cor. Nesta sexta-feira, 21/04, a bandeira brasileira esteve presente no pódio das seis provas do dia, tendo seu hino tocado em duas ocasiões.
Assim como na etapa anterior, Rebeca Maria, do Brasil, conquistou o primeiro lugar em sua prova. Se ontem ela faturou o título do trampolim de um metro, hoje foi a vez da plataforma, pelo grupo B. A atleta que não se sente confortável com a altura, mais uma vez se superou, e venceu a disputa com mais três atletas.
- Essa é minha primeira competição internacional pelos saltos e os resultados foram ótimos, estou bem feliz. Não esperava muito dessa prova, porque a altura da plataforma é um desafio, mas fiz tudo que a gente tinha treinado. Estava com um pouco de medo dos saltos livres, mas deu tudo certo – comentou Rebeca Maria, que conquistou três medalhas na competição.
Na penúltima prova do longo dia de competição, mas duas conquistas para o Brasil, com “Rafael”. Isto porque, o primeiro colocado foi Rafael Araújo e o segunda Rafael de Almeida. Com 306.60 pontos, Rafael de Araújo, depois de nove saltos, garantiu sua primeira medalha de ouro, em sua estreia em competições internacionais. Rafael que contou com o apoio da equipe, ainda teve a presença de sua mãe na arquibancada e comentou a emoção.

foto Rafael Araújo
- Estou muito feliz e não consigo explicar tudo que estou sentindo. Treinei muito por essa conquista. Não dá pra segurar tanta emoção, acabou aqui e fui falar com a minha mãe também, queria abraçar mais ela. Colocar o Brasil lá em cima, ouvir o hino, é muito bom. Gostei bastante do “duplo e meio de frente”, que consegui girar bem, fazer uma boa entrada e ganhar uma boa nota. Sabia que estava indo bem e só pensei em manter o foco e continuar concentrado, com postura, deu certo. – analisou Rafael de Araújo, de 13 anos.
Rafael Almeida conquistou a medalha de prata ao somar 303.95 pontos, deixando para trás mais sete atletas. O bronze ficou na Colômbia, com Juan Tamayo, que fez 302.65.

foto Rafael Almeida
- Me surpreendi muito com essa prova, porque eu estava errando e acertando, não sabia como seria. Quando soube que iria subir ao pódio fiquei muito feliz. Esse resultado me dá ainda mais animo, quero continuar melhorando – comentou Rafael Almeida, de 13 anos, que pratica saltos ornamentais desde os nove anos.
Abrindo a competição, Raiane Silva e Anna Lucia dos Santos, terminaram a prova de trampolim de três metros, do grupo A, que teve início na etapa anterior, mas pelo mal tempo foi adiada para hoje. Com 381 pontos, Raiane conquistou a prata e Anna Lucia ficou com o bronze, ao somar 372.15. As meninas do Brasil ficaram atrás somente da colombiana Daniela Correa, com 418.10.

Foto Raiane Silva
- Isso de começar a prova em um dia e terminar em outro foi uma experiência nova pra mim, mas foi tranquilo. Consegui me manter concentrada e gostei da prova. Amanhã é a minha prova, plataforma, e venho trabalhando muito para conseguir um bom resultado – analisou Raiane Silva.

Na plataforma masculina, do grupo B, Kawan Pereira e Luis Felipe Moura, garantiram mais duas medalhas, uma prata e um bronze, com 402.35 e 377.80 pontos, respectivamente.

Foto Kawan Pereira
Bem mais solta que no primeiro dia, a caçula da delegação verde-amarela, Paula Rayssa, de 12 anos, conquistou sua segunda medalha, seu segundo bronze, desta vez no trampolim de um metro.
- Hoje senti que fui melhor. Estou feliz em ganhar o bronze de novo. Gostei do meu primeiro salto e do último, em outros sei que podia fazer melhor. Mas vou chegar em minha casa e dizer que a competição foi muito boa, que me esforcei bastante para chegar onde cheguei. Não imaginei que seria tão legal, estou gostando de tudo aqui – falou Paula Rayssa.

foto Paula Rayssa 
A competição por equipes fechou o vitorioso dia para o Brasil. Com 334.20 pontos a dupla, Isaac Souza Filho e Anna Lucia dos Santos, garantiu a segunda colocação. O ouro ficou com a Colômbia e o bronze com Venezuela.
Os Esportes Aquáticos do Brasil contam com recursos dos Correios - Patrocinador Oficial dos Desportos Aquáticos Brasileiros -, Lei Agnelo/Piva - Governo Federal - Ministério do Esporte, COB, Speedo e Estácio.
Atletas do Brasil Anna Lucia dos Santos - Grupo A, Isaac de Souza Filho - Grupo A, Raiane da Silva - Grupo A, Kawan Pereira - Grupo B, Luis Felipe Moura - Grupo B, Rebeca Maria de Santana - Grupo B, Paula Rayssa de Souza - Grupo C, Rafael de Araujo - Grupo C, Rafael de Almeida - Grupo C.
Treinadores: Alexander Ferrer Valiente, Fabiana Izumi Hashimoto e Gabriel Serra. Ricardo Moreira – Chefe de equipe.

Resultados
Trampolim 3 metros – Feminino - Grupo A
1) Daniela Correa – Colômbia – 418.10
2) Raiane da Silva – Brasil – 381.00
3) Anna Lucia dos Santos – Brasil – 372.15
Plataforma – Masculino -Grupo B
1) Juan Hoyos – Colômbia 435.95
2) Kawan Pereira – Brasil – 402.35
3) Luis Felipe Moura – Brasil - 377.80
Trampolim 1 metro - Feminino - Grupo C
1) Davgely Pacheco – Venezuela – 250.15
2) Fabiana Perez – Venezuela – 229.85
3) Paula Rayssa – Brasil – 217.00
Plataforma - Feminino - Grupo B
1) Rebeca Maria – Brasil – 321.90
2) Stefanie Madriga – Colômbia – 317.10
3) Rommy Salvatierra – Equador – 239.10
Trampolim 1 metro – Masculino - Grupo C
1) Rafael de Araújo – Brasil – 306.60
2) Rafael de Almeida – Brasil – 303.95
3) Juan Tamayo – Colômbia – 302.65
Equipo (3mts/plat) – Misto - Grupos A-B
1) Colômbia – Daniela Corra e Daniel Restrepo – 372.75
2) Brasil - Isaac Souza Filho e Anna Lucia dos Santos – 334.20
3) Venezuela – Oscar Briceno e Elizabeth Noguera – 299.45
Programação

Dia 5 – 22/04
Plataforma - Feminino - Grupo A
Trampolim 3 metros – Masculino - Grupo C
Plataforma – Masculino - Grupo A
Trampolim 3 metros - Feminino - Grupo C
Trampolim Sincronizado 3 metros - Misto - Grupo A-B
Mariana de Sá

Fotos Satiro Sodré


Nenhum comentário: