sábado, 1 de julho de 2017

PRIMEIRO DIA DO CAMPEONATO PAULISTA TEM HOMENAGEM E QUEDA DE RECORDE SUL-AMERICANO EM PROVAS DE 1.500 METROS LIVRE


Fortes emoções marcaram o primeiro dia de disputas do Campeonato Paulista Júnior e Sênior de Inverno, que acontece na piscina da Unisanta, em Santos. Começou com a singela homenagem da Federação Aquática Paulista, pelas mãos do presidente Marcelo Biazoli, para a primeira brasileira medalhista olímpica, Poliana Okimoto.

Foto

“Hoje também é dia de homenagear e reconhecer o feito de uma atleta. À nossa primeira medalhista em Jogos Olímpicos, Poliana Okimoto, te entregamos, com muito orgulho, o primeiro ofício da FAP com sua conquista e sua breve história na natação”.
A cerimônia contou com a presença do pró-reitor da Universidade, Marcelo Teixeira, e sua família, seu filho Marcelo Filho e sua irmã D. Lúcia.
Foto A reação de Joanna Maranhão

Já nas disputas dentro d’água, há tempos que as provas de 1500m livre não prendiam a atenção e era tão aguardada pelo público. Joanna Maranhão (Unisanta), atleta que fará uma maratona de provas neste campeonato nadando 9 provas individuais mais os revezamentos, ficou surpresa por ter baixado cerca de cinco segundos do seu próprio recorde. Além disso, superou a marca brasileira de Poliana que era de 16min26s90. Assim, com o tempo de 16min26s63, Joanna gravou seu nome no recorde brasileiro, absoluto, paulista e de campeonato. Ela ainda bateu o recorde nos 200m costas com 2min13s76.
Foto O recordista sul-americano

Na categoria júnior 2, as atenções se voltaram para Guilherme Costa, atleta da casa e que defenderá o Brasil no Mundial da Fina, em Budapeste. Ele havia batido o recorde sul-americano no Torneio Regional, em abril, e tinha grandes chances de melhorar seu tempo. Nadando cerca de três segundos mais rápido, Guilherme levantou a torcida com a atualização de seu tempo. Segundo o novo recordista sul-americano, esse campeonato é parâmetro do que pode acontecer no Mundial. “Eu gostei muito e queria baixar esse recorde aqui, mas achava difícil. Mudei muito meu treino desde o Maria Lenk. Essa competição está sendo um parâmetro antes de eu ir para o Mundial”.
Guilherme tem sido um destaque na temporada 2017 e avalia sua evolução em um ano após mudar seu treino. “O que mudou do ano passado para cá é que hoje eu treino todo dia com meu técnico. Até o ano passado, eu treinava alguns dias sozinho. Além disso, desde o Maria Lenk, tenho focado na parte física, que eu não estava acostumado a fazer. Agora eu estou no caminho certo”.
Durante o Congresso Técnico, Marcelo Teixeira, comentou que a piscina da entidade era “santa”. E o nadador concordou: “Eu me sinto muito bem nadando aqui. É a minha segunda casa. Particularmente todas a vezes que competi aqui, eu fui muito bem. Além disso, o Finkel vai ser aqui…”.
Foto Leticia Rodrigues

Além de Joanna e Guilherme, mais seis nadadores constam na lista de recordes: Clarissa Rodrigues (SESI) nos 50m livre junior 2 com 26s46; Leticia Rodrigues (Corinthians) nos 1500m livre júnior 2 com 17min14s68; Brandonn Almeida (Corinthians) nos 1500m livre sênior com 15min26s12; Julia Sebastian (Unisanta) nos 100m peito com 1min09s70; Beatriz Silva (SESI) nos 20m costas júnior 2 com 2min18s10 e Leonardo de Deus (Unisanta) nos 200m costas sênior com 2min00s37.
Após a primeira etapa, a equipe da Unisanta lidera o campeonato com 402 pontos. Atrás, com 244 pontos está o Corinthians, seguido pelo SESI, com 186 pontos.
A 2ª etapa terá início às 9 horas e serão disputadas as provas dos 200m livre, 400m medley, 50m peito, 100m borboleta e revezamento 4x200m livre.
Por Assessoria de Imprensa FAP






Nenhum comentário: