segunda-feira, 3 de julho de 2017

Ninguém supera Guilherme Costa, o atleta mais eficiente e melhor índice técnico do Paulista


No último dia do Paulista de Inverno o atleta da Unisanta bateu mais um recorde e saiu cheio de troféu nas mãos. Em todo Paulista foram batidos 42 recordes de campeonato, dois brasileiros, dois recordes paulistas absoluto, três paulistas e um sul-americano.
Guilherme Costa, atleta da Universidade Santa Cecília (Unisanta) confirmou as expectativas e foi o destaque do Campeonato Paulista Júnior e Sênior de Inverno – XVIII Troféu Salvador Granieri Sobrinho. Após ser o único atleta da competição a bater um recorde sul-americano, nos 1500m livre Jr 2 (15m0218), na noite de sexta (30/6), Guilherme bateu também a marca paulista dos 800m livre (7m58s95), no sábado (1º/7), além do recorde do campeonato nos 400m livre (3m56s53), na manhã deste domingo (2).

Após estes resultados brilhantes, Guilherme foi considerado pela Federação Aquática Paulista (FAP) o atleta mais eficiente da competição na categoria Jr2, com 146 pontos e também levou o primeiro e o segundo melhor índice técnico da sua categoria, com as provas de 1500m e 800m livre, com a pontuação de 899 e 841, respectivamente.
Outra atleta da Unisanta que também brilhou neste Paulista de Inverno foi Joanna Maranhão. Ela bateu o recorde brasileiro nos 1500m livres Sênior (16m26s63), quebrando a marca que era de Poliana Okimoto desde 2013, e o recorde de campeonato na prova de 200m costas Sênior (2m1376). A nadadora levou ainda a medalha de ouro nas provas 100m borboleta (1m00s35) e no revezamento 4X200 livres, uma medalha de prata no revezamento 4X100 livres e uma de bronze nos 100m livres. Esses resultados também garantiram à Joanna o prêmio de melhor atleta eficiência na categoria Sênior, com 93 pontos.
Com um time de peso a equipe da Unisanta também foi destaque como atleta eficiência na categoria Jr2 fem, com a Gabi Roncatto (78 pontos) e na categoria Sênior masc, com Leonardo de Deus (54 pontos). Também conquistaram os melhores índices técnicos pela Unisanta: Gabi Roncatto – Jr2 (752 pontos) e Felipe França – Sênior (871).

Para o técnico da Unisanta Márcio Latuf o desempenho da equipe mostra o potencial dos veteranos e da nova geração. “É muito gratificante ver um jovem atleta como o Guilherme superando todas as expectativas com uma carreira inteira pela frente. E ainda poder ver uma veterana como a Joanna Maranhão trabalhando em novas provas e também se superando. O trabalho é continuo e vamos sempre buscar os melhores resultados”, disse Latuf.
Resultados da última etapa – Ainda neste domingo, pela equipe ceciliana, conquistou o recorde de campeonato nos 200m peito Sênior, Julia Sebastian (2m29s27). Além dos recordistas desta manhã, Guilherme e Júlia, também conquistaram medalha de ouro: Thiago Simon, nos 200m peito sênior (2m16s68) e o revezamento 4x100m medley masculino, com Leonardo de Deus, Felipe Alves França, Glauber Henrique Silva e André Calvelo (3m44s87).
Também foram medalhistas pelo time Unisanta:  Polina Okimoto, nos 400m sênior (4m20s20) – prata; Victor Colonese, nos 400m sênior (4m04s63) – prata; Nelson Silva Junior, nos 50m costa sênior (26s35) – prata; Carolina Bilich, nos 200m borboleta sênior (2m21s78) – bronze; Leonardo de Deus , nos 200m borboleta sênior (1m58s85) – prata; e o revezamento 4x100m medley feminino, com Marina Oliveira Nascimento, Julia Sebastian, Daiene Marçal Dias e Alessandra Marchioro (4m16s18) – prata. A Unisanta finalizou a quarta etapa do Paulista de Inverno com 11 medalhas, sendo quatro ouros, cinco pratas e dois bronzes.
Resultados finais – Em todo Paulista foram batidos 42 recordes de campeonato, dois brasileiros, dois recordes paulistas absoluto, três paulistas e um sul-americano. O time da Unisanta bateu um recorde SulAmericano, dois brasileiros, um paulista e 12 recordes de campeonato. No quadro de medalhas a Unisanta conquistou 58 medalhas: 29 ouros, 16 pratas e 13 bronzes.
Segundo o pró-reitor da Unisanta, Marcelo Teixeira, o Paulista de Inverno será mais um dos grandes momentos da história do Complexo Santa Cecília. “Poder sediar e proporcionar toda essa estrutura para a natação brasileira e ainda estar ao lado dos nossos atletas quebrando recordes e se superando em cada prova é muito prazeroso. É o trabalho de uma vida inteira depositado nesses momentos e queremos ainda viver muito mais disso tudo”, contou Teixeira.
Na pontuação geral a equipe ceciliana disputou ponto a ponto com Esporte Clube Pinheiros o título do campeonato ficando na liderança nas três primeiras etapas. Porém, por uma pequena diferença o time da Capital levou o primeiro lugar, com um total de 1.288 pontos. A Unisanta com 1.196 pontos ficou com a segunda colocação e em terceiro, com 973 pontos, ficou a equipe do Corinthians.


Por Cláudia Busto
Colaboraram: Elizabeth Faria e Vinícius Borges






Nenhum comentário: